Respostas Católicas

A bíblia diz que pedro nunca esteve em roma?

– Vocês, católicos, afirmam que Pedro foi o primeiro Papa porque ele foi Bispo de Roma. Porém, a Bíblia afirma que ele nunca esteve lá. Paulo, escrevendo de Roma, diz: “Apenas Lucas está comigo” (2Timóteo 4,11). Isto por si só prova que Pedro nunca esteve lá. (Anônimo)

Na verdade, o máximo que esse versículo prova é que Pedro não estava lá quando Paulo estava escrevendo. Isso não prova que Pedro nunca esteve lá. Talvez ele apenas estivesse fora da cidade.

(Não vá além do que diz o versículo. Se você seguir essa sua linha de raciocínio, você terá que dizer também que nenhum outro cristão estava em Roma [nessa ocasião] além de Paulo e Lucas; mas nós sabemos que Roma tinha uma grande comunidade cristã e todos eles não podiam estar fora da cidade no mesmo dia, não é mesmo?)

Na verdade, a Bíblia aponta a estadia de Pedro em Roma. Pedro termina a sua primeira carta com uma saudação criptografada referindo-se a “Babilônia”. Esta era a senha que a Igreja primitiva usava para identificar Roma. O termo não indicava a cidade da Babilônia que aparece muitas vezes no Antigo Testamento; esse código foi escolhido precisamente por causa do que a antiga Babilônia fez com os judeus e que agora os romanos faziam com os cristãos.

Por que os antigos cristãos, em suas cartas, escreviam “Estou na Babilônia” ao invés de “Estou em Roma”? Porque as autoridades estavam prendendo eles – a Igreja estava sendo perseguida – e a entrega da correspondência não era confiável. Você nunca sabia quando um oficial romano confiscaria uma de suas cartas. Então, se você não quisesse demonstrar a sua localização para os perseguidores desleais, você fazia uso de senhas (palavras em código).

A evidência escriturística pode não convencê-lo da presença de Pedro em Roma. Talvez não seja clara o suficiente [para você]. Então você deve buscar outras evidências em escritos primitivos e na arqueologia. (Você tem esse dever diante de si mesmo e dos católicos, devendo examinar toda evidência disponível).

Ireneu, em “Contra as Heresias” (190 d.C.), disse que Mateus escreveu seu Evangelho “enquanto Pedro e Paulo estavam evangelizando em Roma”. Dionísio de Corinto (170 d.C.) refere-se ao “plantio feito por Pedro e Paulo em Roma”.

E a evidência arqueológica? Em meados do século XX, cientistas promoveram escavações sob a basílica de São Pedro para confirmar ou negar a Tradição de que a igreja tinha sido construída sobre o túmulo de Pedro. E o que você acha que eles encontraram? Isso mesmo: o túmulo! O Papa Paulo VI foi então capaz de anunciar a descoberta da prova conclusiva, sendo que túmulos próximos continham também grafitos afirmando: “Sepultado próximo de Pedro”. Um relato bastante popular sobre as excavações você encontra no livro “The Bones of St. Peter” (=Os Ossos de São Pedro), de John Evangelist Walsh.

Veja também  O milagre é mais improvável que qualquer explicação natural?