Respostas Católicas

Atos 16,17: “um caminho” ou “o caminho” de salvação?

– Uma mulher do meu grupo de oração afirma que TODA E QUALQUER aparição de Maria relatada ao redor do mundo CERTAMENTE provém de Deus, já que suas mensagens são consistentes com a Bíblia e conclamam as pessoas à oração e ao arrependimento. Ela afirma: “O diabo NUNCA faria qualquer coisa que levasse as pessoas a se aproximarem de Deus”, concluindo assim que NENHUMA dessas aparições poderia possivelmente provir do diabo. (Anônimo)

Sua amiga está equivocada. O teor da mensagem de uma eventual aparição não é a única coisa que se avalia para se verificar a autenticidade desta aparição. Ademais, cabe à Igreja e não a um indivíduo, declarar essa autenticidade. Já houve inúmeras aparições marianas que posteriormente a Igreja julgou como espúrias, cujas mensagens, embora sensacionais, pareciam inofensivas e não-contrárias à ortodoxia.

Sua amiga também está errada ao assumir que o diabo nunca faria algo que, ao menos em tese, aproximaria as pessoas de Deus. Na verdade, embora o objetivo final do diabo seja subtrair cada um de nós da presença eterna de Deus, ele às vezes se utiliza de artimanhas que parecem conduzir as pessoas à santidade, mas que habilmente impede os mais desatentos em seu progresso em direção a Deus.

Considere, por exemplo, o que ocorreu quando Paulo e Silas foram pregar o Evangelho na Macedônia:

“Estávamos indo para o local de oração, quando veio ao nosso encontro uma jovem escrava, possuída por um espírito de adivinhação; fazia oráculos e obtinha muito lucro para seus patrões. Ela começou a seguir Paulo e a nós, gritando: ‘Esses homens são servos do Deus Altíssimo e vos anunciam um caminho de salvação’. Isso ocorreu por vários dias. Por fim, incomodado, Paulo voltou-se e disse ao espírito: ‘Eu te ordeno, em nome de Jesus Cristo: sai desta moça’. Então o espírito saiu imediatamente” (Atos 16,16-18).

Há dois importantes detalhes a ser observados nesta passagem. Note-se que foi um espírito demoníaco quem disse ao povo para que prestasse atenção ao ensinamento de Paulo. O demônio pedia para que o povo acreditasse no Evangelho, o que, segundo o curso normal dos eventos, conduziria o povo a Deus. Mas se você observar com mais cuidado, perceberá também que existe um erro sutilmente colocado na afirmação do demônio: “Esses homens (…) vos anunciam UM – e não O – caminho de salvação”, o que significa que existem outros caminhos de salvação. Isto é falso, é claro, e totalmente contrário ao Evangelho que Paulo pregava.

Existe apenas UM caminho de salvação: unicamente através de Jesus Cristo. Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim” (João 14,6; v.tb. João 10,9). Pedro repetiu o ensinamento do Senhor, explicando: “Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado à humanidade pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4,12). Com efeito, o demônio, em Atos 16,17, estava tentando introduzir um erro sutil, disfarçado sob um apelo em tese perfeitamente louvável para o povo abraçar o Evangelho.

Nunca duvide do que o diabo pode fazer; se ele achar que precisa, fará uso de artimanhas cuidadosamente preparadas, até nos convidando a nos convertermos a Deus, como parte de um plano maior: o de introduzir o erro e explorar o fervor religioso naquilo que não se enquadra com a autêntica espiritualidade cristã. Eis o motivo pelo qual o nosso primeiro Papa nos advertiu para que ficássemos atentos contra a “fome devoradora” do diabo: “Sede sóbrios e vigilantes. O vosso adversário, o diabo, anda em derredor como um leão que ruge, procurando a quem devorar. Resisti-lhe, firmes na fé, certos de que iguais sofrimentos atingem também os vossos irmãos pelo mundo afora” (2Pedro 5,8-9).

ANEXO
Nota do Tradutor: Considerando que boa parte das Bíblias em língua portuguesa, quer católicas quer protestantes, costumam – equivocadamente – traduzir a passagem de Atos 16,17 como “Esses homens (…) vos anunciam O caminho de salvação”, traduzimos agora – como complemento ao artigo católico supra – o seguinte esclarecimento técnico prestado pela Comissão Bíblica responsável pela International Standard Version-ISV (Versão Padrão Internacional) a um dos críticos de sua tradução:
SOBRE ATOS 16,17: “UM CAMINHO” OU “O CAMINHO” DE SALVAÇÃO?
Fonte: http://isv.org/catacombs/acts_16v17_a_way.htm

– Na ISV, Atos 16,17 encontra-se assim: “Ela passou a seguir Paulo e a nós, e gritava: ‘Estes homens são servos do Deus Altíssimo e proclamam a vocês UM caminho de salvação'”. Esta passagem não deveria ser lida como muitas outras traduções: “Ela passou a seguir Paulo e a nós, e gritava: ‘Estes homens são servos do Deus Altíssimo e proclamam a vocês O caminho de salvação'”?

Em uma só palavra: Não! Não deveria. O texto grego não contém nenhum artigo definido[1] que possa ser traduzido como “O”.

– Se os demônios que Jesus expulsava corretamente o reconhecia por Seu título próprio (a ponto de vermos Jesus ordená-los a manterem silêncio, embora corretas suas palavras de reconhecimento), certamente o demônio que possuía a jovem [em Atos 16,16-18] possuia tão apenas a mesma característica.

Não. Este espírito não tinha “a mesma característica”. Os espíritos que confessaram a identidade de Jesus nos Evangelhos o fizeram diretamente a Cristo, sob constrangimento. Aqui o espírito fala às multidões e não ao Cristo que ascendeu [aos céus] ou aos apóstolos missionários. Este espírito seguia-os voluntariamente, idenficava-os corretamente como servos de Deus, mas subvertia a mensagem empregando um erro sutil: o de que a mensagem [evangélica] era UM caminho de salvação (ou seja, um entre vários possíveis), não O caminho de salvação. Em resumo, a passagem está ensinando algo bem oposto do que você está afirmando! O Apóstolo ficou incomodado por esse erro sutil diante de Cristo e ordenou que o demônio a deixasse. Você realmente precisa observar o contexto daquilo que está lendo antes de nos acusar de cometer um erro gramatical tão elementar quanto o de ignorar a presença ou a ausência de um artigo definido em grego. Na verdade, tal erro elementar foi cometido por todos os outros tradutores que verteram a passagem para: “o caminho de salvação”; e não por nós. Mas agradecemos a oportunidade que você nos dá para apontar que a ISV pode realmente ser descrita como “a mais legível e precisa tradução inglesa da Bíblia já produzida”

– Parece que a ISV está colocando palavras na boca da jovem, para fazer soar que esses demônios em particular não tinham uma doutrina estrita.

Mas como? Eles não têm doutrina estrita, afinal trata-se de demônios. O que deveríamos esperar? Você já parou para pensar o porquê de um demônio citar uma doutrina correta? Por definição, eles são espíritos mentirosos. Qualquer outra tradução de Atos 16,17 que contenha a frase “o caminho” está errada. E ponto final. Se você tem dúvidas quanto a isto, sugerimos que consulte o dr. David Black, o qual forneceu a base para a tradução desta passagem. Ele é, certamente, uma das maiores autoridades em grego do Novo Testamento nos Estados Unidos.

 

[Neste ponto, o correspondente cita diversos versículos retirados de uma versão online da Bíblia do Rei Tiago (KJV), segundo a letra azul e os números de Strong. Um dos versículos diz:]

– E novamente… João 14,6: “Jesus (2424) disse (3004) a ele (846): ‘Eu (1473) sou (1510) o caminho (3598,2532), a verdade (225) e (2532) a vida (2222): nenhum homem (3762) vai (2064) ao (4314) Pai (3962) senão (1508) por (1223) mim (1700)'”.

Com o devido respeito: nós não empregamos ferramentas produzidas por leigos como Strong, Young ou a Bíblia em Letra Azul para produzir a ISV. Essas ferramentas são boas para quem não fala grego (exceto onde erram, como no caso de Atos 16,17, onde não apontam a falta de um artigo definido), mas nós confiamos em obras mais sofisticadas, desenvolvidas para o uso de profissionais que não querem recorrer às versões interlineares. Sob essa luz, verifique os seguintes pontos relevantes extraídos dos versículos que você mesmo citou acima:

Atos 16,17: νμιν oδoν σωτηριας
João 14,6: εγω ειμι η oδoς

Veja também  O inferno fica neste mundo?

A primeira citação NÃO CONTÉM o artigo definido “η”. A segunda CONTÉM o artigo definido “η”. A primeira citação foi corretamente traduzida pela ISV como “UM caminho de salvação” porque o demônio está dizendo que os apóstolos estavam proclamando UM caminho de salvação. A primeira citação foi incorretamente traduzida pela KJV e muitas outras traduções porque ACRESCENTA o artigo definido “O”, sendo que ele NÃO APARECE no original.

—–
Nota:
[1] O grego [bíblico] só possui artigo definido. Sua função é assinalar um objeto ou chamar a atenção para ele. Faz ressaltar a palavra (NdoT, cf. Curso de Grego Bíblico, lição 6).