Biografias

Biografia de Santo Inácio de Antioquia

Seu nome deriva do latim: igne=fogo e natus= nascido. O nome Ignacius=nascido do fogo, corresponde muito bem à sua personalidade: ardente, eloqüente, apaixonado por Cristo, pela Sua Igreja, pela unidade e possui forte desejo de imitar seu Mestre.

Viveu no início do segundo século e foi o segundo bispo de Antioquia1, assumindo a chefia desta comunidade depois de Evódio. Alguns estudiosos o consideram o terceiro bispo de Antioquia, pois consideram São Pedro o primeiro bispo, por este ter fundado esta comunidade.

Inácio é também congnominado Theoforos=carregado por Deus, por ser identificado como a criança que Nosso Senhor Jesus Cristo tomou nos braços em Mc 3:36. Tornou-se célebre por sua peregrinação forçada, em cadeias, de Antioquia a Roma, por volta de 107-110 d.C. Nas paradas que fazia para descanso, escrevia à comunidades que o tinham recebido ou que lhe enviara representantes.

Foi martirizado em Roma durante o reinado de Trajano em 110 d.C. A Liturgia Oriental celebram sua memória no dia 17 de outubro, enquanto a Liturgia Ocidental o celebram no dia 1º de Fevereiro.

1Fundada por volta do ano 300 a.C., por Seleuco Nicátor, com o nome de Antiokheia (cidade de Antíoco), tornou-se a capital do império selêucida e grande centro do Oriente helenístico. Conquistada pelos romanos, por volta de 64 a.C., consevou seu estatuto de cidade livre e foi a terceira cidade do império depois de Roma e Alexandria, chegando a abrigar até 500 mil habitantes. Foi evangelizada pelos apóstolos Pedro, Paulo e Barnabé. Tornou-se metrópole religiosa, sede de um patriacardo e centro de numerosas controvérsias, entre elas o arianismo, o monofisismo e nestorianismo. Sempre se constituiu na Igreja-mãe do Oriente. Atualmente é a cidade de Antakya, da Turquia.

Veja também  REFLEXÃO PATRÍSTICA - "O BATISMO DE CRISTO" (São Gregório de Nanzianzo, +379)