Conheça Mais

Blog “subsídios litúrgicos”

Em 7 de julho de 2007, o Santo Padre Bento XVI lançou um documento em forma de Motu Proprio (de iniciativa própria), denominado Summorum Pontificum[1]. Este documento específico, que o Papa afirma ter sido “fruto de longas reflexões, múltiplas consultas e de oração”[2], estabeleceu que o único e mesmo Rito Romano seria, a partir de agora, constituído de duas Formas:

a) Forma Ordinária – Missal promulgado por Paulo VI em 1970.

b) Forma Extraordinária – Missal promulgado por João XXIII em 1962.

A Forma Ordinária é comumente conhecida como “Missa Nova” ou “Novus Ordo”; é a Missa atualmente celebrada na grande maioria das paróquias. A Forma Extraordinária é comumente conhecida como “Missa Tridentina”, ou “Missa de São Pio V”, ou ainda, “Missa Antiga”, a qual foi revisada por último em 1962, por João XXIII. Foge dos objetivos desta matéria apresentar as normas para utilização destas duas Formas. Elas podem ser facilmente encontradas no Summorum Pontificum, e em matérias aqui no Veritatis Splendor.

O importante é dizer que, desde então, em várias localidades no Brasil e no mundo está sendo celebrada a Santa Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano. Esta Forma litúrgica que atravessou séculos, e que segundo o próprio Papa “não foi ab-rogada nunca”1, vem atraindo um número cada vez maior de fiéis, inclusive jovens, confirmando que este não é um rito “antigo”, no sentido de ultrapassado, pois sabemos todos que “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e sempre” (cf. Heb 13,8).

Hoje em dia, porém, pode ocorrer uma certa dificuldade em acompanhar de maneira mais apropriada a Forma Extraordinária do Rito Romano, por causa do uso do latim na celebração. Os subsídios litúrgicos são escassos. As grandes editoras católicas não disponibilizaram ainda folhetos litúrgicos nesta Forma, e são raros os Missais, todos impressos no período anterior a 1970.

Veja também  O positivismo de augusto comte

A fim de procurar amenizar estas dificuldades, e no intuito de contribuir com os sacerdotes, paróquias, congregações religiosas e equipes litúrgicas interessadas, surgiu a idéia de disponibilizar em um blog uma coletânea de Subsídios Litúrgicos na Forma Extraordinária do Rito Romano. O conteúdo é composto das partes móveis da Santa Missa (orações e leituras próprias de cada domingo ou celebração especial), com texto em latim e tradução em português. Pretende-se em breve acrescentar o Ordinário da Missa (as partes que são constantes), e ir colocando ao longo do ano os demais subsídios. Ressalte-se que, no momento, desconhecemos que haja na Internet outro trabalho similar em português. Portanto, divulguemos todos esta iniciativa.

O endereço do blog é: http://subsidioliturgico.blogspot.com

Atenciosamente,

Daniel Pinheiro


[1] http://www.zenit.org/article-15585?l=portuguese

[2] CARTA DO SANTO PADRE BENTO XVI AOS BISPOS QUE ACOMPANHA O “MOTU PROPRIO” SUMMORUM PONTIFICUM SOBRE O USO DA LITURGIA ROMANA ANTERIOR À REFORMA REALIZADA EM 1970 (http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/letters/2007/documents/hf_ben-xvi_let_20070707_lettera-vescovi_po.html)