Espaço do Leitor

Existiram citações de Jesus dos livros deuterocanônicos?

Nome do Leitor: J.

Religião: Católica

Olá! Estou mais uma vez entrando em contato com vocês para obter uma resposta à dúvida de um colega. Ele é pastor e, perguntou-me se existia alguma citação bíblica por parte de Cristo a respeito dos 7 livros do antigo testamento negados por nosso irmãos protestantes.Lembro-me que ja lí algo a respeito no verittatis mas, não consigo acha-lo.

Prezado J., a Santa Paz!

Não existem citações dos livros deuterocanônicos feitas por Cristo, assim como também não existem citações de Cristo dos livros de Ester, Cântico dos Cânticos, Juízes e Crônicas, por exemplo.

Isto se explica pelo simples fato de que Nosso Senhor usava as Escritura para demonstrar que Nele se cumpriam os anúncios feitos outrora pelos Santos Profetas. Por esta razão, Jesus normalmente citava os livros proféticos e os sapienciais, pois tratavam da vinda do Messias. Em ocasiões muito especiais, quando era preciso fazer alguma exposição da Lei, Ele citava algum dos livros de Moisés.

Dito isto, é importante saber que os Judeus classificavam as Escrituras em 3 categorias: Livros proféticos, sapienciais e hagiógrafos; estes últimos chamados por alguns de “outros escritos”. É nesta última categoria que se encontram os deuterocanônicos.

No entanto muitos ensinamentos do Senhor que não se encontram nos protocanônicos, estão presentes exclusivamente nos deuterocanônicos, assim como o NT confirma muitas revelações que só se encontram nos deuterocanônicos. Para saber mais, adquira meu livro .

Não sei qual é o objetivo desta consulta, especulo eu que seja para estudar o Cânon Bíblico.

É importante dizer que nem os judeus antes de Cristo, nem Jesus e os Apóstolos, fixaram o Cânon Bíblico. Os Judeus fixaram o seu cânon mais ou menos pelo ano 90, e a razão para esta fixação foi impedir a pregação cristã. Agora que responda você: que autoridade tinham os rabinos de Jâmnia para determinarem o que era e o que não era Escritura Sagrada em pela Era Cristã?

Sítios protestantes como do CACP (Centro Apologético Cristão de Pesquisas), enganam seus leitores ao afirmar que o cânon do AT já estava fixo no tempo de Esdras. Ora, se o cânon do AT já estava fixo no tempo de Esdras, como então livros que foram escritos depois do tempo do profeta entraram para o cânon, como é o caso do livro de Daniel?

A Verdade é que Esdras catalogou os livros que deveriam ser considerados proféticos. Mas não incluiu entre eles o livro do Profeta Daniel. Por que? Pelo simples fato de que este livro ainda não existia no tempo do profeta, tanto que os judeus não consideram este livro um livro profético.

Por que razão então um cânon foi definido no ano 90 d.C., se já havia um outro anterior? Por que então nos primeiros séculos da Igreja não havia consenso entre os cristãos sobre os livros canônicos do AT, se já havia um cânon anterior observado por Cristo e os Apóstolos?

Ora qualquer pesquisador que possui acesso aos escritos deixados pela Igreja dos primeiros séculos sabe que a definição do cânon bíblico para os cristãos, seja ele para o AT ou NT, dependeu da ação do Espírito Santo no Magistério da Igreja Católica. Mas os “pesquisadores” do CACP escondem esta informação de seus leitores.

Para convencerem seus leitores de que os livros deuterocanônicos são apócrifos (conforme a crença tradicional do Protestantismo), dizem que os Pais da Igreja recusaram estes livros. Ora, isto é uma meia-verdade. Com efeito, alguns recusaram, mas outros os recebiam como canônicos. E mesmo aqueles que os rejeitavam como canônicos, não os recebiam como heréticos, mas eclesiásticos, isto é, não inspirados por Deus, porém não contrários ao Depósito da Fé.

Também é importante dizer que muitos dos Pais da Igreja que recebiam os deuterocanônicos como livros eclesiásticos, tinham como apócrifos livros como Ester, Apocalipse, a Epístola de Tiago, 2 Pedro, 2 e 3 João e etc.

Tudo isto, corrobora com a verdade histórica de que não existia um cânon bíblico definido nos primeiros séculos da Igreja, mas os “pesquisadores” do CACP escondem a Verdade, pois isso é necessário para a fundamentação da mentira, na qual querem que seus leitores continuem acreditando.

Até me pergunto se estes líderes de “ministérios” ou denominações protestantes são mesmo pessoas de Fé. Pelas ações que constato de alguns, me parece que são ateus, “homens de coração corrompido e privados da verdade, que só vêem na piedade uma fonte de lucro.” (cf. 1 Tm 6,5).

Aí querido J., veja o verdadeiro interesse destes sítios ditos “Centro de Pesquisa”, que se aproveitando da falta de conhecimento que as pessoas têm da Memória Cristã, apresentam a meia-verdade para enganar e arrancar dinheiro delas enquanto as envia para o Inferno.

Em Cristo,

Alessandro Lima.

Veja também  Um livro que conta como a Bíblia foi formada pela Igreja Católica