Respostas Católicas

Preciso “esquecer o meu cérebro” para entender os “mistérios” do cristianismo?

– Para mim, o Cristianismo parece fantasia. Eu não posso esquecer o meu cérebro para  poder entender os “mistérios incompreensíveis” [dos cristãos]. Como podem exigir que eu aceite coisas que não posso compreender? A fé (prefiro chamá-la de “superstição”) é incompatível com a razão (Anônimo).

Você possui uma noção errada deste termo católico, "mistério". Um mistério não é algo que não podemos conhecer nada, mas algo que não podemos conhecer tudo.

Deus nos deu cérebros e espera que os usemos para entender os mistérios da fé, mas na medida em que tal entendimento seja possível. Que a total compreensão não seja possível não quer dizer que você deva "esquecer o seu cérebro" mais do que quando não consegue entender certos fenômenos da física quântica.

Não existe uma real oposição entre as verdades da razão e as verdades da fé, apenas uma falsa aparência. Quando cientistas propõem como fato algo que é apenas uma hipótese não comprovada, ou quando teólogos erram em suas opiniões pessoais sobre artigos de revelação divina, a impressão que fica é que há um conflito entre os dois campos, mas não é assim. Só parece isso porque alguém errou.

A fé nós diz mais do que podemos conhecer somente pela razão, mas ela não pode contradizer a razão. Além do que, podemos usar a nossa razão para melhor entender a nossa fé. Na verdade, essa é a definição clássica de Teologia: a “fé que busca entender”.

Veja também  Carta aberta ao pe. fábio de melo