Respostas Católicas

Salvação = fé + obras?

– Em João 3,16, Jesus disse: “De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. Está claro que a Bíblia rejeita a visão católica de salvação pela fé mais obras. Ela ensina a salvação apenas pela fé. Tudo o que você precisa é crer e ponto final. (Anônimo)

Antes de mais nada, a visão católica de salvação não é “fé mais obras”, se por obras você entende simplesmente os esforços humanos para conquistar o favor de Deus.

Os católicos crêem na salvação apenas pela graça, desde que a graça não seja resistida, quer antes da justificação (continuando descrente) ou após (cometendo pecados sérios). Leia cuidadosamente 1Coríntios 6, Gálatas 5 e Efésios 5.

Em segundo lugar, a Bíblia, em nenhum lugar, utiliza as expressões “justificação apenas pela fé” ou “salvação apenas pela fé”. A primeira expressão foi invenção direta de Lutero; a segunda também é sua por implicação. Lutero acrescentou a palavra “apenas” na tradução alemã de Romanos 3,23 para dar suporte à sua nova doutrina.

Mas sua questão trata de João 3,16. Sim, esta passagem fala do poder salvífico da fé, mas não no sentido de diminuir a regra de obediência a Cristo no processo de caminhada ao céu.

Na verdade, a passagem acima assume essa regra. Mas como os fundamentalistas não dão importância ao real significado do restante do capítulo em conexão com aquele que está nascendo da água e do Espírito Santo – eles ignoram a parte da água, que se refere ao batismo -, eles acabam também ignorando o contexto quando interpretam as palavras de Cristo sobre como obter a vida eterna em João 3,16.

Veja também  Por que o papa beija o chão quando chega a um país? é superstição?

Em João 3,36 nos é dito que: “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna. Aquele, porém, que se recusa a crer no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele”.

Isto se expande sobre João 3,16. Aliás, isto é um outro jeito de dizer o que Paulo afirma em Romanos 6,23: “O salário do pecado é a morte, mas o dom de Deus é a vida eterna no Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Embora nós não possamos conquistar o favor imerecido de Deus através de nossas boas obras, nós podemos rejeitar o Seu amor por nossos pecados (isto é, por nossas más obras) e, consequentemente, perder a vida eterna que Ele gratuitamente nos oferece em Cristo.