Respostas Católicas

Se os papas são infalíveis, por que um condenou os jesuítas e outro os restabeleceu?

– Se os Papas católicos são infalíveis como vocês afirmam então como eles podem se contradizer uns aos outros? O Papa Clemente XIV condenou os jesuítas em 1773, mas o Papa Pio VII os restabeleceu em 1814 (Anônimo).

Quando os católicos dizem que os Papas não podem contradizer um ao outro querem dizer que eles não podem fazê-lo quando ensinam infalivelmente [doutrina], não quando tomam decisões disciplinares e administrativas. O exemplo que você citou é um caso de decisão administrativa e não doutrinária.

O Papa Clemente XIV não "condenou" os jesuítas em 1773, mas suprimiu a Ordem, isto é, ele a "desligou". Por quê? Porque os príncipes de Bourbon e outros odiavam o sucesso dos jesuítas. Eles pressionaram o Papa até ele ceder e suprimir a Ordem. Mesmo assim, o decreto assinado pelo Papa não julgou nem condenou os jesuítas. Simplesmente listou as acusações existentes contra eles e concluiu que "a Igreja não pode desfrutar de uma paz verdadeira e duradoura enquanto a Sociedade continuar existindo".
 
Como você bem observou, o Papa Pio VII restabeleceu a Ordem em 1814. Teria sido um erro a supressão dos jesuítas por Clemente? Teria-lhe faltado coragem? Talvez, mas o que é importante notar aqui é que essa questão nada tem a ver com a infalibilidade papal.

Veja também  Carta às famílias do brasil