Não, pois as palavras “perfeito” (“artios”) e “preparado” (“exartizo”) se referem ao homem de Deus e não à Escritura. Logo, a Escritura é “útil” (cf. versículo 16) para tornar o homem perfeito e preparado, o que não quer dizer que a Escritura seja completa (=perfeita) e suficiente (=preparada); pelo contrário, pressupõe que tal homem tenha consigo outros ensinamentos, que podem, perfeitamente, provir da Tradição, do ensino oral dos Apóstolos, até porque não basta ter ou ler a Bíblia… é necessário saber usá-la, ser instruído nela, o que bem demonstra que embora a Bíblia possua toda a base teológica, não aponta todos os detalhes (o que explica a existência de tantas denominações cristãs, cada uma ensinando algo diferente da outra, inclusive em pontos essenciais da fé, fazendo uso somente da mesmíssima Bíblia).

Facebook Comments

Livros recomendados

Orar com os SalmosTemas Atuais Para PensarEspiritismo e fé