Boa tarde,eu queria saber porque a igreja e contra os espiritas se eu so vejo eles fazerem caridade para com os necessitados?
Caríssimo sr. Hilton, estimado em Cristo,

A Igreja não é contra os espíritas, nem contra qualquer pessoa. Ela é contra o espiritismo. Aliás, é contra qualquer erro: ataca o erro, mas respeita e ama quem erra; condena o pecado, e esforça-se para salvar o pecador.

Quais os motivos da condenação ao espiritismo? Bem, a Igreja não condena algo por condenar, porque gosta de fazer isso, mas por amor à verdade. Se algo é errado, deve ser denunciado como tal. É contra a justiça chamar verdade ao erro, como também chamar erro à verdade. E a missão da Igreja é ensinar a verdade, pelo que, pela via indireta, também deve denunciar o erro.

O senhor pode consultar alguns artigos sobre os erros espíritas e ver as razões pelas quais a Igreja condenou o espiritismo:

https://www.veritatis.com.br/article/3073/
https://www.veritatis.com.br/article/543/
https://www.veritatis.com.br/article/592/
https://www.veritatis.com.br/article/547
https://www.veritatis.com.br/article/545/
http://www.santamaria.org.br/Conteudo.aspx?A=177&C=725
http://www.universocatolico.com.br/content/view/470/3/
http://www.universocatolico.com.br/content/view/14023/3/

Note que é uma de caridade corrigir quem erra e denunciar os erros. O espiritismo, aliás, falando-se em caridade, apenas a prega conforme entende. Para o espiritismo, caridade e assistência social se confundem. Caridade não é o que eles fazem, embora, claro, não se possa condenar seu trabalho de amor ao próximo e de abnegação, frutos de um amor sincero a Cristo (embora errôneo em sua expressão e na própria concepção de quem seja Cristo).

Caridade é amar o próximo, mas principalmente amar a Deus (e ao próximo por causa de Deus). Se queremos ter a virtude da caridade, temos de amar a Deus, e ama-se a Deus pela adoração a Ele (que se faz pela Missa), pela adesão às Suas verdades (mediante a fé), e obedecendo Seus mandamentos e Sua Igreja, única fundada por Cristo, Seu Filho. Não se pode amar a Deus e desobedecê-Lo. Não é caridoso quem ama o próximo, mas não ama a Deus, e não ama a Deus quem recusa-Lhe (e à Sua Igreja) a obediência devida.

Ato de caridade não é a assistência social espírita, mas a correção de seus erros. A Igreja é extremamente caridosa quando não lhes deixa ir ao inferno. É por amor a Deus e às almas que ela exorta os espíritas a abandonarem seus erros. É por amor a Deus e às almas que ela denuncia seus erros e preserva os católicos do contato com tão nefasta heresia. Visa com isso à glorificação do Santíssimo Nome de Jesus, à dilatação da Santa Igreja Católica, e à salvação das pessoas, com a conversão do erro para a verdade, conforme revelada por Cristo, Nosso Senhor.

Não se trata de preconceito contra o espiritismo, mas de um entendimento de que seus postulados são contrários aos ensinados por Jesus e preservados pela única Igreja por Ele fundada. Tampouco um preconceito contra os espíritas, de vez que o que a Igreja mais deseja é a sua conversão, sua salvação, para que, abandonando o erro, possam, na verdade pregada por Cristo, fazer verdadeiros atos da caridade de que tanto gostam.

Em Cristo,

Facebook Comments

Livros recomendados

O capital: Livro 1 – O processo de produção do capital (Vol. 2)Os Mártires de HojeIdéias e Crenças