[Leitor autorizou a publicação de seu nome no site] Nome do leitor: Waldecy Antonio Simões
Cidade/UF: São Paulo SP
Religião: Adventista do sétimo Dia

Mensagem
========

Afinal, pra que servem os padres?

Texto transcrito do jornal O Estado de São Paulo, domingo, dia 9 de agosto de 2007.

A transcrição está fiel até a última vírgula. Podem conferir.

“Carta 18.995

DESABAFO DE IRMÃ DE VÍTIMA

A MISSA DO SÉTIMO DIA DE SEU IRMÃO, QUE MORREU NO ACIDENTE DA TAM, VIROU FESTA.

Escolhemos a Paróquia de São Judas Tadeu, rua Vitória Régia, em Santo André, para a missa de sétimo dia de meu irmão, CLAUDEMIR BUZZANELLI ARRIERO, mais uma das vítimas do acidente com o vôo 3054 da TAM, no dia 24 de julho. Somos devotos do santo, e sempre freqüentamos a paróquia. A igreja ficou lotada de familiares e amigos, algo raro para uma terça-feira chuvosa. Até os não católicos compareceram, em solidariedade ao sofrimento de uma família que perdeu uma pessoa querida e iluminada, que deixará saudades eternas.
O padre fazia aniversário no mesmo dia, e, para nosso espanto, a missa não foi para confortar os nossos corações, mas para comemorar o aniversário dele – que se diz servo de Deus.  Os outros padres, beatas e meia dúzia de fiéis, interromperam a missa para a troca de presentes.
Acho que deveriam comemorar em momento mais oportuno! Ficamos ofendidos com a Igreja Católica, que prega o amor ao próximo mas mais uma vez se mostrou egoísta e despreocupada com seu rebanho. Um dos padres ofendeu os familiares que passavam por momentos sensíveis, usando até termos de baixo calão.

Onde estão a compaixão, a solidariedade, o apoio e o conforto?  E por que será que a Igreja Católica está perdendo tantos fiéis? Talvez seja por esse motivo…

De minha parte, nunca mais irei à Paróquia de São Judas Tadeu. Como se não bastasse o descaso e a falta de responsabilidade da TAM e do nosso vergonhoso governo… Agora a Igreja Católica também!  Pois ela acaba de perder mais uma ovelha do seu rebanho.

Cláudia Buzzanelli Arriero.

Vila Industrial”.

Meu comentário: Se os padres se nomeiam os representantes de Jesus na Terra, que Jesus é esse? Não parece ser o mesmo Jesus de meu coração, da minha Bíblia.

Graça, paz, saúde e muita  sabedoria, extensivas aos seus.  Simões.


Prezado Sr. Waldecy Simões,

Tivemos a oportunidade de trocar emails por diversas vezes, experiência que foi muito desagradável quando poderia ter dado muitos frutos. Desagradável não pelo fato de não ter podido convencê-lo de seu erro ao ter apostado da Fé católica e ter-se inserido na seita de Ellen White. Foi desagradável, pois o Sr. está com a alma doente, cega de ódio, fazendo com que sua inteligência se anulasse totalmente, não conseguindo transpor a barreira que a decepção lhe colocou. Como então conversar com alguém que não está disposto a ouvir, a ponderar, a refletir? Impossível. Com efeito, um dos primeiros apologistas da Fé de Sempre, ensinou que antes de argumentar é preciso dissipar os preconceitos. Por isso os médicos antes de aplicarem um curativo, higenizam a área afetada.

Muito infeliz o que aconteceu na Igreja de S. Judas Tadeu em Santo André. Que contra-testemunho deu este pároco que lá está para cuidar e acolher as ovelhas de Cristo. Infelizmente este tipo de atitude é a regra em nossos dias. Infelizmente o Modernismo tomou conta da Igreja que sucumbe a este HIV. Sucumbe, mas não morrerá. Pois a Igreja é obra de Deus.

Esta senhora que disse sairá da Igreja, deixaria de fazer um mal a si mesma e um bem para todos se reclamasse o fato ao seu Bispo. Entendo totalmente sua situação, mas ela mostra a profundidade da crise que se encontra a Igreja.

Por causa de clérigos assim, muitos fiéis não sabem no que devem crer, desejar e fazer. Por causa deles os batizados não são evangelizados, não conhecem a perene doutrina de Nosso Senhor. E o Sr. caríssimo Waldecy é produto deste clero. O Sr. é mais um de milhares de pessoas que saíram da Igreja e agora a atacam, exatamente porque jamais a conheceram. A Igreja fundada por Cristo, a Igreja Santa e Santificadora, aquela que possui a perene doutrina do Salvador, esta nem o Sr. e nem tantos outros conheceram, por culpa de clérigos como este daí da Igreja de S. Judas de Santo André-SP.

Por causa destes infiéis Nosso Senhor é profanado todas as semanas, como as invencionices “litúrgicas” (trocar presentes no meio da Santa Missa… Meu Deus), desta forma os fiéis não aprendem a adorar Cristo da maneira que lhe é devida. Esta é a profanação predita pelo profeta Daniel e que Cristo se referiu no Evangelho (cf. Mt 24,15).

Algo muito parecido aconteceu no tempo do Profeta Ezequiel (cf. Ez 8) e o que fizeram os judeus fiéis? Se debandaram para as falsas religiões? Claro que não, pois tinham ciência da origem de sua religião. Sabiam que somente entre os levitas existiam verdadeiros sacerdotes do Altíssimo. Da mesma forma, neste tempo de crise se deve lutar contra os sacerdotes infiéis ou se debandar para as seitas?

O demônio sabe muito bem que não adianta o erro existir somente fora do grêmio da Igreja. É necessário que exista na Igreja situações que levem os fiéis a apostatarem da fé. O demônio sabe que terá maior êxito combatendo fora e dentro da Igreja.

Ora, Sr. Waldecy, embora seja verdade toda esta desgraça pela qual passa a Igreja nestes últimos 40 anos, isto não anula a Verdade perene de que só a Igreja Católica é a Igreja de Cristo. Toda canalhice destes padres e bispos modernistas não anula as verdades perenes da Fé: fora da sucessão dos apóstolos não há verdadeiro sacerdócio, onde não há verdadeiro sacerdócio não há verdadeiros sacramentos (com exceção do batismo e matrimônio), onde não há verdadeiros sacramentos não há Missa culto verdadeiro e devido de adoração a Deus. Logo onde não há verdadeiro sacerdócio não há Igreja, e a Igreja que não tem Pedro como seu chefe (cf. Mt 16,16-19; Lc 22,31-32) não passa de uma Igreja particular, perde toda sua catolicidade. Logo onde não há verdadeira catolicidade não há Igreja em toda a sua plenitude.

Ora, se alguém disser que é melhor dar apoio aos bandidos porque eles ajudam as comunidades carentes do morro, porque eles fazem o bem ao seu modo, enquanto a polícia é corrupta e mais bandida que os marginais, com efeito, dirão que esta pessoa enlouqueceu. Claro, o que se deve fazer é combater o erro na polícia e não aderir aos bandidos por conta do que fazem de bom. Da mesma forma a “solução” que o Sr. e outras pessoas encontraram é falsa, pois as seitas não são Igrejas, não passam de comunidades eclesiais, seus fiéis estão ligados à Igreja Católica pelo batismo.

E então para que servem os padres? Através do sacramento da Ordem, foram consagrados ao ministério de Cristo, logo devem ministrar os sacramentos de forma válida e lícita (em comunhão com o Papa) e cuidar da vida espiritual dos fiéis. Fizeram votos para isto e Deus lhes cobrará segundo o que cada um tiver feito.

Por isso nós que como os judeus fiéis do tempo do Profeta Ezequiel, sabemos a origem de nossa Fé e sua perene doutrina, devemos combater o bom combate (cf. 1Tm 6,12) cobrando fidelidade do clero e ajudando os fiéis a conhecerem a Verdade, para que esta situação gere cada vez menos apóstatas. É mais fácil evitar que alguém deixe a Igreja por causa da ignorância do que fazê-la retornar depois que sai, isto é, é melhor prevenir do que remediar. O seu caso é um belo exemplo disto.

A seita da Sra. Ellen White foi criada no final do século XIX. E os cristãos que viveram todos os séculos anteriores, não conheceram a Verdade? Quer dizer que Cristo revelou a Verdade que só seria conhecida dezoito séculos depois? O testemunho dos primeiros cristãos prova que a Verdade é perene, isto é, imutável e sempre foi conhecida todo tempo e o foi graças à Igreja Católica, que sempre existiu e que nos deu a Bíblia, que Lutero mutilou arrancando-lhe sete livros.

Esta é a Igreja do Jesus verdadeiro, do Jesus histórico, da Bíblia com todos seus 73 livros. Esta Igreja com sede em Roma é quem vencerá o demônio, não a seita de Ellen White. Isto está na sua Bíblia incompleta, leia em Rm 16,20.

Que Deus permita por meio de Sua Graça que o Sr. possa vir a se convencer que somente na Igreja Católica está a Verdade. Não me refiro à esta anti-Igreja do clero modernista, que profana missas, que incentiva o povo a adorar imagens, que ensina política em vez do Evangelho. Falo da Igreja perene que oferece a Deus o digníssimo sacrifício de Seu Filho, aquela que deu ao mundo tantas vidas santas, que por mil anos (cf. At 20,2) durante a Idade Média trouxe o céu para a terra transformando os povos bárbaros em civilizações, dando origem à boa ciência e às universidades, num tempo em que por sua influência os Estados promulgavam a Lei de Deus.

Esta é a Verdadeira Igreja Católica. Por isso o clero traidor não quer que os fiéis a conheçam.

Em Cristo Nosso Senhor,

Prof. Alessandro Lima.

Facebook Comments