No Evangelho de hoje, Jesus exagera ao dizer que não sabe o dia ou a hora em que tornará a vir.

Em certas ocasiões, Ele faz esses exageros para tocar em um ponto que de outra forma poderíamos deixar passar imperceptivelmente (cf. Mateus 5,32; 23,9; Lucas 14,26).

O ponto aqui é que “a hora exata” não é importante. O crucial é que não deixemos o nosso arrependimento para depois, que estejamos preparados – espiritual e moralmente – para quando Ele voltar; pois certamente voltará – segundo nos diz – como um ladrão no meio da noite, como o dilúvio nos tempos de Noé.

Também São Paulo, em sua Carta de hoje, compara a época atual com um tempo de trevas e noite já avançada.

Ainda que estejamos na obscuridão, nas sombras da morte, vimos levantar a grande luz de Nosso Senhor, que veio para o meio de nós (cf. Mateus 4,16; João 1,9; 8,12). Ele é a verdadeira luz, a vida do mundo. E Sua luz continua brilhando na Sua Igreja, a Nova Jerusalém prometida por Isaías na 1ª Leitura de hoje.

Na Igreja, todas as nações acudem ao Deus de Jacó, para adorar e buscar sabedoria na Casa de Davi. Da Igreja provém a luz do Senhor, Sua palavra instrutora para que todos possam andar em Seus caminhos até o dia eterno em que a noite deixará de existir (cf. Apocalipse 22,5).

Pelo nosso Batismo fomos constituídos filhos da Luz e do Dia (cf. Efésios 5,8; 1Tessalonicenses 5,5-7). É hora de começarmos a viver conforme isso, afastando as estéreis obras das trevas e os desejos da carne, caminhando pela luz da Sua graça.

A hora vai avançada no início de um novo Advento. Comecemos novamente nesta Eucaristia.

Como cantamos no Salmo de hoje, vamos com alegria à Casa do Senhor. Demos graças ao Seu Nome, vigiando a Sua vinda, sabedores de que a nossa salvação está mais próxima agora do que quando cremos pela primeira vez.

– Fonte: http://www.salvationhistory.com/
– Tradução Livre: Carlos Martins Nabeto

Facebook Comments

Livros recomendados

A presa de Sharpe (Vol. 5)O que mais importa aprenderPor Trás da Máscara