Conteúdo Antigo

ARCEBISPADO DO RIO DE JANEIRO

DADOS HISTÓRICOS

Fundada a Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro no ano de 1565, seu território continuou sujeito à jurisdicão espiritual do Bispo da Bahia, até que, pelo Breve “In superemminenti militantis Ecclesiae”, do Papa Gregório III, de 19 de julho de 1575, foi criada a:

BISPADO DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO

Em 16 de novembro de 1676, a Bula do Papa Inocêncio XI “Romani Pontificis pastoralis sollicitudo”, elevou a antiga Prelazia de São Sebastião à categoria de Bispado, como sufragânea da Sé Metropolitana de Sao Salvador da Bahia, criada na mesma data. A esta ficou também subordinado o Bispado de São Salvador de Olinda.

Do Bispado do Rio de Janeiro foram posteriormente desmembradas 131 Arquidioceses, Dioceses e Prelazias.

Para governar o Bispado do Rio de Janeiro foram nomeados os seguintes Bispos:

D. Frei Manoel Pereira, dominicano, confirmado por Bula de 22 de novembro de 1676, do Papa Inocêncio XI; não tomou posse.

D. José de Barros Alarcão, secular, de 19.08.1680 a 06.04.1700.

D. Francisco de São Jeronymo, da Congregação de S. João Evangelista, de 06.08.1701 a 07.03.1721.

D. Frei Antônio de Guadalupe, franciscano, de 21.02.1725 a 12.02.1740.

D. Frei João da Cruz, carmelita descalço, de 1740 a 14.10.1745.

– D. Frei Antônio do Desterro, beneditino, de 15.12.1745 a 05.12.1773.

D. José Joaquim Justiniano Mascarenhas Castello Branco, secular, natural do Rio de Janeiro, de 20.12.1773 a 29.01.1805.

D. José Caetano da Silva Coutinho, secular, de 26.08.1806 a 27.01.1838.

D. Manoel do Monte Rodrigues de Araújo, secular, de 23.12.1839 a 11.06.1863.

10º D. Pedro Maria de Lacerda, secular, natural do Rio de Janeiro, de 24.09.1868 a 12.11.1890.

11º D. José Pereira da Silva Barros, secular natural de São Paulo, de 12.05.1891 a 06.01.1894.

ARCEBISPADO

Pela Bula “Ad Universas orbis Ecclesias” do Papa Leão XIII, de 27 de abril de 1892, foi reorganizada a hierarquia eclesiástica no Brasil, que até então constava de apenas um

Arcebispado, em São Salvador da Bahia e de onze Bispados sufragâneos. Foram criadas duas Províncias Eclesiásticas, a saber: uma no Norte, com sede em São Salvador da Bahia e a outra no Sul, sendo o Bispado do Rio de Janeiro elevado à categoria de Sé Metropolitana.

Foram os seguintes os Arcebispos do Rio de Janeiro:

D. João Esberard, de 12.09.1893 a 22.01.1897

– D. Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti, de 31.08.1897 a 18.04.1930. Foi criado Cardeal em 11 de dezembro de 1905.

D. Sebastião Leme da Silveira Cintra, de 18.04.1930 a 17.10.1942. Foi criado Cardeal em 5 de junho de 1930.

D. Jaime de Barros Câmara, de 15.09.1943 a 18.02.1971. Foi criado Cardeal em 18 de fevereiro de 1946.

D. Eugenio de Araujo Sales, desde 27.03.1971.

D. Eusébio Oscar Scheid , posse em 22 de setembro de 2001

PATRONOS

A Arquidiocese tem como patrono principal, São Sebastião e como patrono secundário, Sant’Ana, cujas estátuas esculpidas em granito pelo escultor Humberto Cozzo, se encontram na Catedral Metropolitana.

Fazem parte da Província Eclesiástica do Arcebispado de São Sebastião do Rio de Janeiro as dioceses: Nova Iguaçú; Barra do Pirai – Volta Redonda; Duque de Caxias; Valença, Itaguaí e Abadia Territorial de Nossa Senhora do Monserrate.


Livros recomendados

Catecismo anticomunistaAs Grandes HeresiasA Confissão

About the author

Veritatis Splendor