Enquanto movimentos da sensibilidade, as paixões não são nem boas nem más em si mesmas:

– são boas quando contribuem para uma ação boa;

– são más, no caso contrário.

Elas podem ser assumidas pelas virtudes ou pervertidas nos vícios.

Facebook Comments

Livros recomendados

Os axiomas de Zurique – Os conselhos dos banqueiros suíços para orientar seus investimentosTemas Atuais Para PensarA Mentalidade Anticapitalista – 2ª Edição