Absolutamente imoral que um católico apóie os inimigos da Igreja. Por vezes, entretanto, ocorre que os fiéis não os reconhecem. É possível até mesmo, como os lobos em peles de cordeiro contra os quais nos alertou o Salvador, que, afirmando-se defensores dos pobres, determinados candidatos políticos aparentem um certo cristianismo. Mas, suas idéias são realmente cristãs, católicas, coerentes com o Magistério dos Pontífices?

Se bem que alguns sacerdotes e – oh, escândalo! – certos Bispos apóiem uma mescla espúria de Igreja com sindicato, de catolicismo com socialismo, de doutrina social católica com "teologia" da libertação, a voz do Papa é clara, rejeitando tais tendências esquerdistas.

Indague seu candidato. É a favor de uma reforma agrária como se apresenta hoje, de índole confiscatória, nos moldes do desejado pelo MST, pela CPT, pelo PT e congêneres? Aliás, o que ele pensa do MST? E se é contra, mostra-se antipático apenas aos seus métodos, louvando sua luta? A Igreja (os que têm dúvidas, leiam o Catecismo, a Rerum Novarum, a Quadragésimo Anno, a Centesimus Annus) condenou tanto as invasões de terras quanto a própria tentativa de destruição ou diminuição ilegítima da propriedade privada – objetivo da política agro-reformista em curso.

E sobre o aborto, a eutanásia, o "casamento" homossexual, o que pensa e prega a pessoa que irá receber seu voto, e o que ensina a cartilha do seu partido? É coerente com o ensino da Igreja ou favorece a imoralidade e as condutas contrárias ao Evangelho?

A doutrina política professada por seu candidato, qual é? Tem matriz marxista, socialista, comunista, proto-socialista? Tudo isso é rejeitado pela Fé Católica, saiba!

Não iremos resolver as injustiças gerando mais injustiças – disfarçadas com as aparentes boas intenções da esquerda, historicamente assassina de católicos. Não iremos refletir na terra o Reinado de Cristo se, ao invés de seu estandarte, adotarmos foices, martelos e estrelas.

Reflita e faça do voto uma ação de apostolado!

[email protected]com

[email protected]

Facebook Comments