A solidariedade, exigência da fraternidade humana e cristã, manifesta-se, em primeiro lugar, na justa repartição dos bens, equinânime na remuneração do trabalho e no esforço por uma ordem social mais justa. A virtude da solidariedade pratica também a repartição dos bens espirituais da fé, ainda mais importantes que os materiais.

Facebook Comments

Livros recomendados

Meditações para a Páscoa e PentecostesPolitização da Bíblia – As raízes do Método Histórico-Crítico e a secularização da Escritura (1300-1700)O capital: Livro 3 – O processo global de produção capitalista (Vol. 5)