Protestantismo

Conclusão

O folheto “É suficiente ser Católico?” comprova mais uma vez que os protestantes do Brasil pouco fazem para querer conhecer a verdade bíblica, mas preferem importar artigos (principalmente dos Estados Unidos) com uma teologia duvidosa, desconhecida das origens cristãs, e muito individualista. Abusa das passagens bíblicas interpretadas fora do contexto e tenta afastar o leitor do verdadeiro cristianismo, compromissado com Deus e com o homem.

O autor não possui conhecimento bíblico suficiente para provar seu ponto de vista: a não necessidade da religião. Ao tentar, de modo disfarçado, atacar a Igreja católica, demonstra que não a conhece e, em suas contradições, parece também não conhecer nada mais além do que a doutrina protestante da salvação unicamente pela fé. É que, ao dizer que a religião não significa absolutamente nada, ele acaba por destruir o Cristianismo, que também é a religião que ele mesmo professa, já que apresenta algumas passagens bíblicas do Novo Testamento neste seu artigo. Ele não sabe o que é religião: ora, se existem igrejas que pregam o Cristo do Novo Testamento como Salvador e Deus, esse fato diferencia a religião Cristã das outras religiões que não reconhecem esse ponto fundamental da fé cristã. Logo, todo o artigo de Schubert não possui o mínimo valor, já que ele não sabe do que está falando.

A refutação do folheto é simples (às vezes, chega a ser ridícula), basta conhecer um pouco a idéia e os argumentos do autor e comparar com a sã doutrina cristã. Contudo, é lamentável que as pessoas tenham tão pouco interesse pela religião, de forma a se deixarem enganar por um artigo tão inexpressivo…

(Última revisão: 11.03.1998)

Facebook Comments

Livros recomendados

A Guerra dos CristerosCatecismo anticomunistaSete Mentiras Sobre a Igreja Católica

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.