As tentações sofridas por Jesus Cristo no deserto , antes do começo da Sua missão, prefiguram – por assim dizer – a vitória futura sobre a morte no Calvário ,e , também , a vitória sobre Satanás e seus colaboradores no dia do Juízo Final.

Satanás tentou impedir o Cristo de iniciar a Sua missão salvífica. Tentou impedir a reintegração da humanidade a Deus; e – assim – preservar o seu reinado.

Por isso, – Satanás – tenta Jesus – como tentou Adão.

Ele tenta impedir a salvação da humanidade.Tenta mantê-la na morte espiritual.

Por isso,pede que Deus o adore !– Deus não pode adorar , nem glorificar nada que não seja o Seu próprio ser, logo — adorar Satanás significa mantê-lo no governo do mundo decaído – reinando sobre a criação divina.

Não obstante todo esse esforço do mal, o Cristo não recuou em Sua missão, pois caso tivesse aceito e suspendido a missão, seria o equivalente a condenar, novamente, a humanidade ao exílio , imposto por Deus a Adão,retirando-lhe do estado de graça.

A missão de Jesus era irrevogável porque expressão da vontade soberana de Deus ! Qualquer tentativa de impedir a intervenção divina a favor da Sua criação seria uma tentativa de inverter a hierarquia da criação.

Expressão ,por isso mesmo, da vontade natural apartada de Deus, desprezando a graça divina.

A ordem criada não pode rebelar-se contra o Autor da criação – tentando igualar-se a Ele; ou considerar-se absoluta – prescindindo de Deus.

Essa foi a primeira afronta dirigida contra a majestade e também contra a bondade infinita de Deus – que instituiu as leis sagradas e as sagradas hierarquias na terra e no céu.

Deus, porém, não abandonou a humanidade, deu-lhes a Lei e a promessa da redenção em Cristo.

O Cristo, Deus encarnado, uniu-Se aos homens para realizar a obra perfeita da redenção, regenerar a humanidade em sua própria natureza , e restabelecer a o estado de amizade e paz com Deus ,tal como vigorava antes da Queda.

A diferença entre o “primeiro homem” e o Cristo , é que Jesus – Deus-homem – não cedeu a Satanás, como Adão – um ser criado – cedeu, e, assim, perimitiu – pelo mau uso de sua vontade livre – o ingresso da morte e do sofrimento no mundo.Jesus chamou a Si, todos os sofrimentos e todas as dores da humanidade, sem ter conhecido o pecado — rigorosamente obedecendo à Lei, para levantar a punição que Ele mesmo impôs aos homens, como decorrência do pecado original.

O Cristo venceu todos os combates contra o mal ,durante a Sua passagem pela terra – sobreviveu à perseguição de Herodes;atravessou a tentação do deserto;venceu a morte na cruz ; e vencerá definitivamente Satanás no Fim -dos Tempos.

O Cristo Jesus veio, portanto, demonstrar o poder e a soberania de Deus sobre a criação, esmagar a morte e regenerar a humanidade para a Sua glória, e para o bem de toda a ordem criada. Restituindo – assim – o estado de graça original, levantando a punição anteriormente existente, abrindo o céu aos homens, dando poder a eles e à Igreja para transmitir a Sua palavra e ministrar seus sacramentos -conduzindo mais almas no caminho da justiça , da verdade e da salvação em Cristo.

Facebook Comments

Livros recomendados

O Diabo na HistóriaReligião: Ópio do Povo?Canções e Elegias