Jesus é, inseparavelmente, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, na unidade da sua Pessoa divina. Ele, o Filho de Deus, que é «gerado, não criado, consubstancial ao Pai», fez-se verdadeiramente homem, nosso irmão, sem com isto deixar de ser Deus, nosso Senhor.

Facebook Comments

Livros recomendados

A Mentalidade Anticapitalista – 2ª EdiçãoRecordações sobre Mons. EscriváO trabalho intelectual e a vontade – continuação de “A educação da vontade”