Pergunto: já aconteceu de você ver uma pessoa cair nalgum lugar público e pessoas desatarem a rir, mas você, sem rir, correr a ajudar tal pessoa a se levantar do chão, a se recompor e, logo a seguir, a recolher seus pacotes?

Se já aconteceu, você se lembra do olhar dessa pessoa para você?

Se você se lembra, você pode ter pensado no momento: Deus me vê, pois o olhar dessa pessoa foi um olhar de Deus para você.

Já aconteceu de você ser abordado por um pedinte, um pedinte desses que pedem constrangidos, pois seu desejo não seria pedir, mas ter condições de sobrevivência e, ante seu ato de misericórdia, receber um “muito obrigado”, acompanhado de um olhar de gratidão? Se já aconteceu você pode ter pensado no momento: Deus me vê.

Quer saber qual é a coisa mais bonita do mundo? A coisa mais bonita do mundo é um bebê interromper o sugar dos seios da mãe, não só para descansar, mas também para olhar para ela. Olha sorrindo, num misto de segurança, gratidão, confiança e contemplação. Sempre que uma criancinha interrompe a sucção e a olha, a mãe sente que Deus a vê.

Há outros olhares de Deus. Depois do que escrevi acima, não se escandalizem com outros exemplos: o olhar do homem para sua amada em posição, ou o olhar da mulher para seu amado que vem sobre ela.
O olhar da mãe para o garoto embarreado que adentra a casa recém faxinada (Nem sempre!).

São olhares de Deus para suas criaturas, são olhares de Deus através de nossos olhos, são olhares do tipo que Deus tem a todo instante para cada um de nós.

Deus nos vê.

Deus nos vê a todo instante com olhar de ternura, de bebê sendo amamentado, de mendigo por nosso amor, etc.

Deus nãos nos ama porque somos bons; Ele nos ama porque Ele é bom.

É por isto que me atrevo a falar do amor de Deus.

Facebook Comments

Livros recomendados

Cientistas de BatinaO Anticristo: Mito ou Profecia?Joana d’Arc – A Donzela de Orléans