De fato, Deus apontou muitas outras normas para a administração da justiça e para as cerimônias de culto exterior (cf. Êxodo 20 a 23, etc.). Destas devemos distinguir:

1º) Normas derivadas do Decálogo: esta espécie de lei é válida para todos os tempos, para todos os povos, por derivarem da própria Lei Natural (p.ex.: o preceito imposto aos Juízes de administrar a justiça sem considerar as posses das partes).

2º) Normas positivas: esta espécie de lei não obriga senão os próprios judeus (p.ex.: deixar a terra descansar a cada 7 anos; perdoar as dívidas a cada 50 anos; normas acerca do culto e das purificações; cf. Romanos 7,6; Gálatas 4,31; 5,1).

Facebook Comments

Livros recomendados

Senhor, Tende PiedadeA importância de ser prudenteOs Males da Ausência