Espaço do Leitor

Dúvida sobre André, irmão de Pedro

Prezado irmão Alessandro,
Deus seja Louvado por este site e pela vida daqueles que o Administram.
Sou um admirador de suas respostas e muito aprendi com vocês ao longo desses anos.
Inicialmente peço perdão se sou inconveniente, pois provavelmente minha dúvida já deve ter sido esclarecida ou tratada em algum de vossos artigos.
A QUESTÃO É:
Nas passagens Bíblicas que se referem a Irmãos de Jesus, sei perfeitamente que se tratavam de parentes próximos, uma vez que não havia uma palavra específica para definir outros graus de parentesco. ( e também esses supostos “irmãos” têm seu pais bem definidos na Bíblia)
MAS E NA PASSAGEM ABAIXO?
“Passando ao longo do mar da Galiléia, viu Simão e André, seu IRMÃO, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores”. (Mc 1,16)
Neste caso como fica a Palavra Irmão?
Pois de fato André era Irmão de Pedro, não era?
Por que neste caso a Palavra Irmão não difere das outras?.
Desde já agradeço sua resposta e me desculpo por não ter sido mais breve em minha missiva.
PAZ E BEM.
Seu Irmão (Antonio)

Prezado Antonio,

A paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Agradecemos pelo contato e pelo apoio.

De fato, em nosso site há diversos artigos que tratam dessa questão dos “irmãos de Jesus”. Com relação à sua dúvida específica, é interessante ler o que escreveu o já saudoso D. Estêvão Bettencourt, falecido recentemente:

“O aramaico, que os judeus falavam no tempo de Jesus e que os evangelistas supõem, era uma língua pobre em vocábulos. A palavra aramaica e hebraica ‘irmão’ podia significar não somente os filhos dos mesmos genitores, mas também os primos ou até parentes mais distantes. No Antigo Testamento, vinte passagens atestam esse significado amplo de irmão. Assim, por exemplo:

Veja também  Quem são os "irmãos" de Jesus?

Gn 13,8: Abraão disse a seu sobrinho Lot, filho de seu irmão: ‘Somos irmãos…’ (v. também Gn 14,14-160.

Gn 29,12-15: Jacó se declara irmão de Labão, quando na verdade era filho de Rebeca, irmã de Labão.

Gn 31,23: relata que Labão com seus irmãos, isto é, com seus parentes do sexo masculino, foi ao encalço de Jacó.

1Cr 23,21-23: ‘Os filhos de Merari foram Moholi e Musi. Os filhos de Moholi foram Eleázaro e Cis. Eleázaro morreu sem ter filhos, mas apenas filhas; os filhos de Cis, seus irmãos (= primos) as tomaram por mulheres’.

– Ver ainda 1Cr 15,5; 2Cr 36,10; 2Rs 10,13; Jz 9,3; 1Sm 20,29…” (BETTENCOURT, Estêvão. Católicos perguntam. São Paulo: O Mensageiro de Santo Antônio, 1997, p. 32.)

Sendo assim, a explicação de D. Estêvão esclarece o fato de uma mesma palavra ter sido usada com significados diferentes, como, por exemplo, a palavra “irmão” usada em Mc 1,16 e em Gl 1,19. E na passagem a que você se refere (Mc 1,16), não haveria necessidade de se usar um outro termo, já que, como vimos, o aramaico possuía uma mesma palavra para significar “irmão” e “primo”.

Um outro aspecto relevante é que as passagens nas quais André é citado não deixam dúvida de que ele era de fato irmão de Pedro, ao contrário das referências aos “irmãos de Jesus”, que são bastante vagas. Veja as referências a André transcritas abaixo:

(São Mateus 4,18) Caminhando ao longo do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão (chamado Pedro) e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores.

Veja também  Dúvida sobre a Virgindade Perpétua de Maria

(São Mateus 10,2) Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão.

(São Marcos 1,16) Passando ao longo do mar da Galiléia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores.

(São Marcos 1,29) Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André.

(São Marcos 3,18) Ele escolheu também André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador;

(São Marcos 13,3) E estando sentado no monte das Oliveiras, defronte do templo, perguntaram-lhe à parte Pedro, Tiago, João e André:

(São Lucas 6,14) Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu,

(São João 1,40) André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido João e que o tinham seguido.

(São João 1,44) (Filipe era natural de Betsaida, cidade de André e Pedro.)

(São João 6,8) Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe:

(São João 12,22) Filipe foi e falou com André. Então André e Filipe o disseram ao Senhor.

Observe que:

– André geralmente é citado logo após Pedro, de modo análogo a Tiago e João (que certamente eram filhos do mesmo pai, sempre citados lado a lado);

– Ambos são oriundos da mesma cidade;

– Trabalham juntos, exercendo o mesmo ofício (algo próprio de irmãos);

– Moravam juntos, na mesma casa…

etc.

Tal nível de detalhamento não se dá com os “irmãos” do Senhor, sempre de origem misteriosa… Isso nos leva à conclusão de que, quando se trata de irmãos carnais (isto é, filhos dos mesmos genitores), a Bíblia não deixa dúvidas, diferentemente das referências aos “irmãos” de Jesus, sempre indefinidas, o que indica grau de parentesco diverso.

Veja também  O sepulcro esquecido de jesus: um ataque mal-feito à fé cristã

Como complemento, recomendo a leitura do artigo abaixo, no qual, por sua vez, você encontrará links para outros artigos de nosso apostolado sobre a questão dos “irmãos de Jesus”:

– http://www.veritatis.com.br/article/4980

Fique com Deus.

Abraço fraterno,


Livros recomendados

Coração de Cristo, OMaria, a mãe de JesusNossa Senhora de Fátima





About the author

Veritatis Splendor