Documentos da Igreja

Ecclesia in oceania – conclusão

CONCLUSÃO 

Maria, nossa Mãe 

53. Ao concluir esta Exortação Apostólica, convido a voltar-vos comigo para a Virgem Maria, Mãe de Jesus e Mãe da Igreja, profundamente venerada em toda a Oceânia. Tanto os missionários como os imigrantes trouxeram consigo uma profunda devoção a Ela como parte integrante da sua fé católica; e desde então os fiéis da Oceânia não cessaram jamais de manifestar o seu grande amor por Maria.(178) E a Virgem Mãe tem sido uma auxiliar maravilhosa em todos os esforços da Igreja para proclamar e ensinar o Evangelho no mundo do Pacífico. Ela não está hoje menos presente na Igreja do que estava no Pentecostes, reunida com os Apóstolos em oração (cf. Act 1, 14). Com a sua intercessão e a sua presença, sustentará a nova evangelização tal como apoiara a primeira. Em tempos de prova e sofrimento, Maria foi refúgio seguro para quantos buscavam paz e consolação. Nas igrejas, capelas e casas, a imagem d’Ela lembra às pessoas a sua amorosa presença e materna protecção. Nalgumas regiões da Oceânia, é venerada de modo especial sob a invocação de Auxílio dos Cristãos; e os bispos proclamaram-na Padroeira da Oceânia sob o título de Nossa Senhora da Paz. 

Em Jesus Cristo, que Ela nutriu ao seu seio, nasceu um mundo novo onde se encontram a justiça e a misericórdia, um mundo de liberdade e de paz. Através da sua Cruz e Ressurreição, Deus reconciliou o mundo consigo e proclamou o Senhor Jesus como Príncipe da Paz para todo o tempo e lugar. Que Maria, Regina Pacis, ajude os povos da Oceânia a conhecer esta paz e a partilhá-la com os outros! Ao amanhecer do terceiro milénio cristão, possam a verdadeira justiça e a plena harmonia ser o dom de Deus à Oceânia e a todas as nações do mundo! (179)

Agradecido pela graça desta Assembleia Especial, confio todos os povos da Oceânia à protecção materna da bem-aventurada Virgem Maria, confiando absolutamente que os seus ouvidos sempre escutam, o seu coração sempre acolhe, e a sua oração nunca falha.

Oração

Ó Maria, Auxílio dos Cristãos,
recorremos a Vós em nossas necessidades
com olhos de amor, mãos livres
e corações ardentes,
Recorremos a Vós
para podermos ver o vosso Filho, nosso Senhor.
Levantamos as mãos para ter o Pão da Vida.
Abrimos de par em par os corações
para receber o Príncipe da Paz.
Mãe da Igreja, os vossos filhos e filhas
agradecem a vossa palavra de confiança
que ressoa ao longo dos séculos,
brotando duma alma vazia 
que se viu cumulada de graça, 
preparada por Deus para acolher a Palavra 
oferecida ao mundo 
para que o próprio mundo pudesse renascer. 
Em Vós, amanheceu o Reino de Deus, 
um reino de graça e paz, de amor e justiça, 
que se levanta 
das profundezas da Palavra feita carne. 
A Igreja por todo o mundo une-se convosco 
para louvar Aquele 
cuja misericórdia se estende de geração em geração. 

Ó Stella Maris
luz do oceano e Senhora dos abismos, 
guiai os povos da Oceânia 
através de todo o mar tenebroso e revolto, 
para que possam chegar ao porto da paz e da luz 
preparado n’Aquele que acalmou as águas. 
Protegei os vossos filhos de todo o mal, 
porque as ondas são altas e estamos longe de casa.
À medida que nos aventuramos 
pelos oceanos do mundo, 
e atravessamos os desertos do nosso tempo, 
mostrai-nos, ó Maria, o fruto do vosso ventre, 
porque, sem o vosso Filho, estamos perdidos. 
Pedi que nunca desfaleçamos na viagem da vida, 
que, com o coração e a mente, 
por palavras e obras, 
nos dias de tempestade e nos de bonança, 
sempre possamos olhar para Cristo e dizer: 
« Quem é Este, 
a quem até o vento e o mar obedecem? » 

Nossa Senhora da Paz, 
em quem toda a tempestade se acalma, 
pedi, ao início do novo milénio, 
que a Igreja na Oceânia 
não cesse de mostrar a todos 
o rosto glorioso do vosso Filho, 
cheio de graça e verdade, 
para que Deus reine 
nos corações dos povos do Pacífico 
e estes encontrem paz no Salvador do mundo. 
Intercedei pela Igreja na Oceânia 
para que tenha a força 
de seguir fielmente o caminho de Jesus Cristo, 
de proclamar corajosamente 
a verdade de Jesus Cristo, 
de viver jubilosamente a vida de Jesus Cristo. 
Auxílio dos Cristãos, protegei-nos! 
Luminosa Estrela do Mar, guiai-nos! 
Nossa Senhora da Paz, rogai por nós! 

 

Dado em Roma, junto de S. Pedro, no dia 22 de Novembro do ano 2001, vigésimo quarto de Pontificado. 

  JOANNES PAULUS PP. II

Facebook Comments

Livros recomendados

270 perguntas e respostas sobre sexo e amorA Imortalidade Da Alma & A Razão Superior e InferiorA Inquisição – Um Tribunal de Misericórdia

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.