Os itens questionados pelo Rondinelly em sua mensagem inicial misturam doutrina, cristologia e bibliologia.(ALGUMAS PERGUNTAS AOS PROTESTANTES)

Cabe aqui uma prévia separação dos tópicos:

DE CARÁTER DOUTRINÁRIO: itens 1; 2; 3; 4; 7 e 14
DE CARÁTER CRISTOLÓGICO: 15 e 16
DE CARÁTER BIBLIOLÓGICO: 5; 6; 8; 9; 10; 11; 12 e 13

(obs.: Os itens 15 e 16 foram destacados apenas por tratarem especificamente da pessoa de Jesus.)

A dificuldade (da maioria dos católicos) está em compreender que o conceito do Sola Scriptura não se resume, como alardeiam, a citar versículos soltos. Muito menos se trata de uma regra que proíbe o crente de ler outros livros que não a Bíblia. O âmago deste ensinamento está em que as Escrituras Sagradas (aquele conjunto de escritos canônicos reconhecidos como legítimos, verdeiros e inspirados consensualmente pelas igrejas cristãs primitivas) constituem a única fonte segura e confiável e verdadeira de onde se pode extrair matéria doutrinária. Vou enfatizar este termo: MATÉRIA DOUTRINÁRIA.

Com esta sucinta definição, excluímos do questionamento original de Rondinelli os itens 5, 6, 8, 9, 10, 11, 12 e 13, pois não cabe à Sola Scriptura descobrir, por exemplo, o nome dos autores dos escritos sagrados.

Sola Scriptura se refere à REVELAÇÃO, ENSINO, EVANGELHO, MENSAGEM, PROFECIA, MANDAMENTO, ORDENANÇA, DOUTRINA.

Onde encontramos a REVELAÇÃO original de DEUS?
Onde encontramos o ENSINO original de DEUS?
Onde encontramos o EVANGELHO original de DEUS?
Onde encontramos a MENSAGEM original de DEUS?
Onde encontramos a PROFECIA original de DEUS?
Onde encontramos os MANDAMENTOS e ORDENANÇAS originais de DEUS?
Onde encontramos a DOUTRINA original de DEUS?

Vamos à algumas pistas:
Dt 4.2
Dt 12.32
Js 1.7,8
Pv 30.5,6
Is 8.20
2Tm 3.14-17
Mc 7.6-13
Gl 1.8,9
Ap 1.3
Ap 22.7
Ap 22.18,19

Isto é Sola Scriptura. Nada mais pode ser acrescentado ao que foi ensinado pelos apóstolos. E como sabemos o que foi ensinado pelos apóstolos? Através de um negócio muito bem inventado por DEUS chamado A ESCRITA. Este é, sem sombra de dúvidas, o método mais seguro de se preservar, ao longo do tempo, uma mensagem, uma idéia, um ensinamento. Enfim, nada como “o preto no branco”.

Com relação a isto, veja o que disse Santo Agostinho (bispo de Hipona):

“Que mais eu vos ensino além do que leio no apóstolo? Pois a Escritura Sagrada fixa a regra para a nossa doutrina, a menos que ousemos ser mais sábios do que devemos. … Portanto, não devo ensinar-vos qualquer outra coisa, a não ser expor-vos as palavras do Mestre.”

“Nem ouse alguém concordar com bispos católicos, se por acaso eles errarem em alguma coisa, resultando que sua opinião seja contra as Escrituras canônicas.”

Cai por terra o argumento católico de que o Sola Scriptura é coisa de “protestante”.

Os outros pontos serão abordados a posteriori.

***************

A paz

Vamos às respostas.

Primeiramente, vejamos o que é a Sola Scriptura, pelas palavras do Dr. James McGoldrick, professor de História no Cedarville College, em Ohio, Estados Unidos, que é um estudioso da História da Reforma, em artigo originalmente publicado na revista The Banner of Truth, Nº. 232, em Janeiro de 1983 e transcrito no jornal “Os Puritanos” Nº.4 de Julho/Agosto de 1994.

?Onde a Bíblia afirma ser a Palavra de Deus, o verdadeiro Protestantismo aceita esta declaração como a verdade. Os protestantes acreditam, como Paulo, que toda a Escritura é “inspirado por Deus”, que a Bíblia é o guia para a salvação e que é através da Palavra escrita de Deus que o crente se torna “perfeitamente habilitado para toda boa obra”.(II Tm.3:17) Os protestantes atribuem à Bíblia exatamente a mesma autoridade que Jesus Cristo atribuíra à Bíblia da sua época. Disse Jesus: “Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas: não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: Até que o céu e a terra passem, nem um i ou til jamais passará da lei, até que tudo se cumpra”.(Mt.5:17-18)

Por ficar ao lado de Jesus nesta questão da autoridade da Bíblia, o Protestantismo renuncia a autoridade das tradições humana. Quando Jesus debateu com os fariseus, ele respondeu às suas críticas com a seguinte acusação: “… E assim invalidastes a Palavra de Deus, por causa da vossa tradição”.(Mt.15:6) Jesus muitas vezes contradizia as tradições dos homens, mas ele cumpria, mantinha e defendia a Palavra de Deus. No Sermão do Monte Jesus expôs a confiança dos judeus na tradição rabínica quando disse: “Ouvistes o que foi dito aos antigos… Eu, porém, vos digo…”.(Mt.5:21-22) Desta maneira Jesus contradizia os ensinamentos tradicionais dos rabinos que haviam pervertido a Palavra de Deus através de falsas interpretações. Jesus disse, em outras palavras: “Esqueçam o que os rabinos lhes ensinaram e ouçam o que eu digo, pois a minha palavra é a Palavra de Deus”. Quando comparada ao Velho Testamento, as palavras de Jesus são, realmente, a Palavra de Deus….

Os protestantes suíços, como seus irmãos alemães, eram protestantes verdadeiros pois sempre exigiam que cada assunto fosse testado pela autoridade de SOLA SCRIPTURA.

Eles também não confiavam nos papas nem nos concílios, pois as suas consciências estavam cativas ou presas à Palavra de Deus.?

Ao invés do que afirmou o amigo, os católicos não entendem a Sola Scriptura protestante como uma simples ?citação de versículos? ou uma ?proibição do crente ler outros livros que não a Bíblia?. Não é nada disso.

Em resumo ao supracitado autor protestante, a Sola Scriptura resume-se em rejeição à autoridade da Igreja, conforme é dito: ?O protestantismo renuncia a autoridade da tradição humana?, errando em considerar como ?tradição humana? a doutrina católica e ?Não confiavam nem nos papas nem nos Concílios?. Resumindo, novamente, negavam a autoridade da Igreja pela Sola Scriptura.

Por esta doutrina, a Bíblia e somente a Bíblia é a regra de fé e moral cristã. Nada mais, nada menos. Isso é Sola Scriptura. Muitos confundem tal doutrina com a evidência de provar que a Bíblia é divinamente inspirada. Ora, a Igreja Católica também considera a Bíblia divinamente inspirada, até porque foi ela quem reuniu todos os livros canônicos que conhecemos hoje… pela Tradição Apostólica, e nem por isso acredita na Sola Scriptura.

Você diz que ?os itens 5, 6, 8, 9, 10, 11, 12 e 13… não cabe à Sola Scriptura descobrir, por exemplo, o nome dos autores dos escritos sagrados?.

Meu santo, você está errado.

Este fato, ?o conhecimento dos nomes?, não se resume a uma felina curiosidade, mas a uma definição de autoria apostólica inspirada pelo Espírito Santo para formar inerrantemente o cânon das Escrituras. Isto, meu santo, implica na própria determinação do cânon das Escrituras Sagradas, assunto que não trata a Bíblia, portanto, pela Sola Scriptura, não saberíamos quais os livros, de fato, sagrados. Mas, por definição, a Sola Scriptura deveria resolver, pois o cânon das Escrituras é de vital importância nos assuntos referentes à ?fé e moral cristã?.

O Dr. James McGoldrick afirma que a Sola Scriptura autoriza a pessoa a ?testar cada assunto? por ela.

Dessa forma, e não só por este exemplo, cai por terra a veracidade da Sola Scriptura.

Mas vejamos o que diz as suas referências (?Isto é Sola Scriptura?), meus comentários estão em púrpura:

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Dt 4.2. Não ajuntareis nada a tudo o que vos prescrevo, nem tirareis nada daí, mas guardareis os mandamentos do Senhor, vosso Deus, exatamente como vos prescrevi.

Isto não é Sola Scriptura. Para não repetir sempre, Sola Scriptura significa a Bíblia e só a Bíblia ser a única e inerrante sentença de Deus em matéria de fé e moral cristã. Moisés (se foi mesmo ele quem escreveu todo o Deuteronômio) está dizendo que não se deve ajuntar nem retirar nada aos mandamentos de Deus. Isto, repetindo, não é Sola Scriptura.

Aliás, uma questão aos evangélicos…

Se em Dt 4,2 se diz que não se deve acrescentar nada, e pelo que eu saiba nada, até ultima ordem é nada!, que validade possuem os livros seguintes da Bíblia judaica e cristã? Ou Moisés está falando do Deuteronômio (ou de todo o Torah) quando se refere ?ao que vos prescrevo??

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Dt 12.32. Cuidareis de fazer tudo o que vos prescrevo, sem acrescentar nada, nem nada tirar.

Idem.

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Js 1.7,8. Tem ânimo, pois, e sê corajoso para cuidadosamente observares toda a lei que Moisés, meu servo, te prescreveu. Não te afastes dela nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas feliz em todas as tuas empresas. Traze sempre na boca (as palavras) deste livro da lei; medita-o dia e noite, cuidando de fazer tudo o que nele está escrito; assim prosperarás em teus caminhos e serás bem-sucedido.

Bela passagem sobre a perseverança nos mandamentos do Senhor, aliás todos deviam sabe-la de cor. Mas a passagem diz para sermos corajosos em observar a lei dada por Moisés, meditando-a dia e noite, para que sejamos felizes nas nossas ações. Isto, definitivamente, não é Sola Scriptura.

Ao contrário do que você afirmou no início da mensagem, estou começando a crer que a Sola Scriptura também é uma ?citação de versículos?.

Continuemos…

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Pv 30.5,6. Toda a palavra de Deus é provada, é um escudo para quem se fia nele. Não acrescentes nada às suas palavras, para que ele não te corrija e sejas achado mentiroso

Isto também não é Sola Scriptura. E onde neste versículo o termo ?Palavra de Deus? está se referindo à palavra escrita?

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Is 8.20. Para aceitar uma lei e um testemunho. É o que se dirá. Porque não haverá aurora para eles.

???

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  2Tm 3.14-17. Tu, porém, permanece firme naquilo que aprendeste e creste. Sabes de quem aprendeste. E desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que elas têm o condão de te proporcionar a sabedoria que conduz à salvação, pela fé em Jesus Cristo. Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra.

Enfim, a única passagem que, de fato, os protestantes podem se segurar para tentar provar sua doutrina. Existem várias refutações a esta alegação, mas posso citar somente uma: A Sola Scriptura alega como única autoridade inerrante a Bíblia, principalmente o catálogo cristão, pois essa doutrina se diz cristã. Mas a ?Sagrada Escritura? que Timótio conheceu ?desde a infância? não é o Evangelho, muito menos as cartas de Paulo, Pedro ou Tiago. É o Torah. Sendo assim, o Torah, e não os Evangelhos, seriam a única fonte inerrante de fé e moral para os cristãos.

Incoerente.

Entre outras…

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Mc 7.6-13. Jesus disse-lhes: Isaías com muita razão profetizou de vós, hipócritas, quando escreveu: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão, pois, me cultuam, porque ensinam doutrinas e preceitos humanos (29,13). Deixando o mandamento de Deus, vos apegais à tradição dos homens. E Jesus acrescentou: Na realidade, invalidais o mandamento de Deus para estabelecer a vossa tradição. Pois Moisés disse: Honra teu pai e tua mãe; e: Todo aquele que amaldiçoar pai ou mãe seja morto. Vós, porém, dizeis: Se alguém disser ao pai ou à mãe: Qualquer coisa que de minha parte te pudesse ser útil é corban, isto é, oferta, e já não lhe deixais fazer coisa alguma a favor de seu pai ou de sua mãe, anulando a palavra de Deus por vossa tradição que vós vos transmitistes. E fazeis ainda muitas coisas semelhantes.

Citar a Escritura nunca foi considera-las a única regra de fé e moral. Se assim for, o amigo cai em contradição, pois ele mesmo afirmou lá em cima que isso, citar versículos, não é Sola Scriptura. Jesus está corrigindo o erro dos fariseus, que, sendo grandes conhecedores da Escritura, mal-interpretaram suas letras, invalidado o ensinamento de Deus. Se o fato de Jesus citar a Escritura é argumento para defender a Sola Scriptura, então os fariseus, que ?invalidaram o mandamento de Deus?, também criam na Sola Scriptura, pois também tiraram esta conclusão, errada, das Escrituras.

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Gl 1.8,9. Mas, ainda que alguém – nós ou um anjo baixado do céu – vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema. Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!

Isto nunca foi Sola Scriptura. Está falando sobre falsas doutrinas, como Sola Scriptura, dupla predestinação, simbolismo da Eucaristia, etc, etc…

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Ap 1.3. Feliz o leitor e os ouvintes se observarem as coisas nela escritas, porque o tempo está próximo.

Muito menos isso. O texto trata da opção pela perseverança aos mandamentos de Deus.

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Ap 22.7. Eis que venho em breve! Felizes aqueles que põem em prática as palavras da profecia deste livro.

Isto também não é Sola Scriptura. Aliás, este versículo poderia ser usado ?contra o feiticeiro?. Se fôssemos salvos somente pela fé, não faria sentido João recomendar que os cristãos devessem ?praticar? as profecias ?deste livro?, já que, para o protestantismo, prática de obra alguma, nem as tão recomendadas e mal-entendidas ?boas obras?, auxiliam na salvação.

E mais, ?deste livro? não se refere à Bíblia como a conhecemos, pois esta nem estava formada, e ninguém sabia quais os livros que ela deveria (se é que já pensavam na idéia de ter uma Bíblia Cristã) conter, mas ao livro do Apocalipse.

Para o irmão Sola Scriptura é:

·  Ap 22.18,19. Eu declaro a todos aqueles que ouvirem as palavras da profecia deste livro: se alguém lhes ajuntar alguma coisa, Deus ajuntará sobre ele as pragas descritas neste livro; e se alguém dele tirar qualquer coisa, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, descritas neste livro.

Idem ao que disse sobre qual e o livro em questão.

Você me pergunta: ?e como sabemos o que foi ensinado pelos apóstolos? Através de um negócio muito bem inventado por DEUS chamado A ESCRITA. Este é, sem sombra de dúvidas, o método mais seguro de se preservar, ao longo do tempo, uma mensagem, uma idéia, um ensinamento. Enfim, nada como ?o preto no branco?”.

Ora, meu santo, que incoerência.

Nós não sabemos que o que foi escrito é ou não dos apóstolos verdadeiros porque existe a escrita. Muito pelo contrário, é exatamente por existir a escrita que a confusão foi tamanha. Este seu argumento nada diz sobre alguma defesa da Sola Scriptura pelo fato de que, se tomarmos somente o que foi escrito, temos dezenas de livros, cartas e epístolas que clamam autoridade apostólica ou inspiração divina ? os apócrifos. Temos cartas atribuídas a Paulo, Tiago, Pedro, João, Tomé, Bartolomeu, Judas etc… É pelo fato destes estarem escritos que contém verdades infalíveis ?ensinadas pelos apóstolos?? É assim que você acha que tem segurança de atestar a veracidade de uma mensagem, pelo fato de estar escrito? Não, meu santo, exatamente pelo fato de existirem muitas coisas que ?estavam escritas? que uma autoridade teve de se pronunciar para identificar e definir o que realmente era ?preto no branco?. E esta autoridade foi a Igreja Católica. O método mais seguro de se preservar uma verdade é delegando autoridade a alguém para que a guarde. O papel queima e se estraga. O homem morre. A Igreja ficará até o fim dos tempos.

Além do mais…A Escrita foi ?inventada? por Deus? Ou foi ?descoberta? pelos chineses? E a clonagem, foi ?inventada? por Deus?

Os protestantes alegam que a Tradição escrita é a única que importa em nossa salvação. Só que não sabem responder porque que Deus, ?mandando? colocar sua Palavra somente por escrito, ?esqueceu? de fornecer um elemento importante para a salvação dos povos: quem soubesse ler… Até hoje, século 21, a analfabetismo é imenso. Imagine antes! Se somente a Bíblia contém a revelação, então para conhece-la se deveria lê-la, mas como lê-la, se não ?sabê-la?? (belo trocadilho)

Por acaso Deus enfiou seu povo durante séculos em uma ?diabetes literária?? Ofereceu o que ler, mas não forneceu o saber ler, mesmo sendo esta ?leitura? a única e inerrante forma destas pessoas orientarem suas vidas para a salvação?

E é hilária a forma como você termina sua afirmação, meu santo. Citando Santo Agostinho, bispo católico, doutor e teólogo da Igreja, chamado ?O Doutor da Graça?.

Você o cita ?Nem ouse alguém concordar com bispos católicos, se por acaso eles errarem em alguma coisa, resultando que sua opinião seja contra as Escrituras canônicas“.

Qual o problema? se você entende os textos que lê, veria que Agostinho está se referindo aos bispos que ?errarem em alguma coisa? pelas suas opiniões serem ?contra as Escrituras?. Foi exatamente o que a Igreja fez nos casos de Nestório, Ário e tantos outros bispos católicos que ?erraram em alguma coisa… contra as Escrituras?.

Já que você aceita o que escreveu Santo Agostinho, supostamente defensor da Sola Scriptura, que significa a não aceitação ?dos papas e dos concílios? (a autoridade da Igreja), então que Santo Agostinho disse ?Roma Locuta, Causa Finita ? Roma falou, a causa está encerrada? (Sermão 131,10)?

Abraços a todos e perseverem nas boas obras

Facebook Comments