Testemunhos

Fr. daniel tomasella: testemunho de vida religiosa e de vida santa

Chamados à santidade

Dom Frei Daniel Tomasella

 

 

A alma de todo apostolado é a vida interior. A primeira exigência para os que fazem apostolado é dar testemunho de santidade. O Concílio Vaticano II, no capítulo V da Constituição Dogmática ?Lumen Gentium?, fala sobre a ?vocação universal para a santidade?.

 

Não é, porém, um ensinamento novo. Basta lembrar São Francisco de Sales (+1622), que, no seu livro ?Introdução à Vida Devota?, assim escreveu:

 

?É um erro, até mesmo uma heresia, querer excluir a vida devota dos quartéis de soldados, das oficinas dos operários, dos palácios dos príncipes, do lar das pessoas casadas… Onde quer que estejamos, devemos aspirar à vida perfeita?.

 

É claro, diz ele, que a santidade deve ser cultivada e vivida segundo a categoria, estado e vocação de cada um.

 

O Concílio lembrou a toda a Igreja essa velha doutrina evangélica: o cristão é chamado à plenitude da vida cristã, à santidade, em qualquer condição em que se encontre:

 

?Fica, pois, evidente que os fiéis cristãos, de qualquer estado ou categoria, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade? (LG 40).

 

Deus convida todos e cada um dos cristãos, absorvidos nas suas ocupações profissionais, a serem santos, realizando seus trabalhos com perfeição humana e, ao mesmo tempo, oferecendo-os a Deus e cultivando o sentido sobrenatural de sua vida.

 

Não basta ser bons; Jesus nos convida a ser perfeitos:

 

?Sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito? (Mt 5,48).

 

Para amar a Deus e servi-lo, não é preciso fazer coisas estranhas ou grandiosas. Para a grande maioria dos cristãos, ser santo significa santificar o próprio lar e o próprio trabalho e ser exemplo de santidade para os outros no ambiente em que vivem normalmente.

 

São Francisco de Sales escreveu:

 

?A devoção (a santidade) deve ser praticada de modos diferentes pelo nobre e pelo operário, pelo servo e pelo príncipe, pela viúva, pela solteira ou pela casada. A prática da vida espiritual deve adaptar-se às forças, aos trabalhos e aos deveres particulares de cada um?.

 

Há profissões que têm uma repercussão imediata na vida social: o ensino, os meios de informação, os cargos públicos. Mas também as demais tarefas, por mais corriqueiras que sejam, constituem meios de alcançar a perfeição cristã e a santidade.

 

São muito diversos e até contrastantes a visão e estilo de vida dos cristãos e de outros que não o são. O comportamento exemplar de um cristão, que age corretamente, segundo as diretrizes do Evangelho, com naturalidade e firmeza, arrastará outros a serem também exemplares e santos.

 

A Igreja recorda aos cristãos leigos e leigas a necessidade urgente de estar presentes no meio do mundo, para santificar as realidades terrenas.

 

Ser outro Cristo: esta é a grande força do testemunho cristão.

Facebook Comments

Livros recomendados

Um Esboço da Sanidade – Pequeno Manual do DistributismoImitação de CristoVida de Cristo (Quadrante)

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.