V. DA ASSUNÇÃO À COROAÇÃO

Em suma:
1. Foi levada ao céu terminado o curso de sua vida.
2. Em corpo e alma.
3. Foi coroada nos céus.

1. A VIRGEM MARIA FOI ASSUMPTA AO CÉU TERMINADO O CURSO DE SUA VIDA TERRESTRE

Alusões do Cântico dos Cânticos:

“Que é aquilo que sobe do deserto,
como colunas de fumaça
perfumada com incenso e mirra,
e perfume dos mercadores?” (Cântico 3,6)

“Quem é esta que desponta como a aurora,
bela como a lua,
fulgurante como o sol,
terrível como esquadrão?” (Cântico 6,10).

“Quem é esta que sobe do deserto,
apoiada em seu Amado?” (Cântico 8,5).

2. A VIRGEM MARIA FOI LEVADA AO CÉU EM CORPO E ALMA

Alguns Santos Padres e Teólogos fazem referência aos seguintes textos:

“Levanta-te, Iahweh, para o teu repouso, tu e a arca da tua força” (Salmo 132,8).

“Quem é esta que sobe do deserto, apoiada em seu Amado?” (Cântico 8,5).

“E o Santuário de Deus se abriu no céu e apareceu a arca da sua aliança no Santuário; houve relâmpagos, vozes, trovões, terremotos e uma grande tempestade de granizo” (Apocalipse 11,19).

“Porei hostilidade entre ti e a mulher, entre tua linhagem e a linhagem dela. Ela te esmagará a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gênese 3,15).

Esclarecimentos: O triunfo de Cristo sobre a serpente é integrado por uma tríplice vitória: sobre o pecado, sobre a concupiscência e sobre a morte. Porém, Maria está associada à sua linhagem, isto é, a Cristo, neste triplo triunfo; portanto, Maria triunfou sobre o pecado por sua imaculada conceição, sobre a concupiscência por sua maternidade virginal e sobre a morte por sua assumpção ao céu em corpo e alma. Além disso, a imunidade de Maria quanto ao pecado original supõe a imunidade das conseqüências do mesmo pecado; uma dessas conseqüências é a corrupção do corpo e sua separação da alma; com efeito, o corpo e a alma perduram na glória.

3. A VIRGEM MARIA FOI COROADA NOS CÉUS COMO RAINHA DE TODA A CRIAÇÃO

Os textos da Sagrada Escritura são apenas alusivos:

“Filhas de reis estão entre as tuas favoriras; à tua direita, uma rainha, com o ouro de Ofir” (Salmo 45,10).

“Na eternidade, triunfa – coroada, vitoriosa – numa competição de lutas imaculadas” (Sabedoria 4,2).

“Um grande sinal apareceu no céu: uma Mulher, vestida de sol, com a lua sob os pés e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça” (Apocalipse 12,1).

Facebook Comments

Livros recomendados

Tibieza e os dons do Espírito SantoEuAngústia