Primavera de 2003

Caro amigo,

 

Como este ano de 2003 continua passando por nós, repleto de experiências missionárias, queria compartilhar algo realmente relevante.

 

Um tempo atrás, por pura providência de Deus, fui convidado a uma conferência acadêmica na Furman University, uma grande universidade protestante batista em Greenville, SC. Greenville, a mais importante cidade do grande cinturão bíblico, também é onde está outra famosa escola fundamentalista, a Bob Jones University, sempre na mídia devido sua forte militância anti-católica…

 

A conferência que escolhi, claro, foi "Como a Bíblia me converteu ao Catolicismo: a peregrinação de um ministro protestante". O maior auditório do lugar ficou lotado, com o dobro de sua capacidade, centenas de estudantes em pé nos fundos, aos cotovelos, e até sentados perto da minha mesa.

 

Foi ficando claro para mim que, à medida que minha conferência prosseguia, aqueles sérios e cultos fundamentalistas jamais haviam escutado, com atenção, os fundamentos bíblicos do catolicismo. Estavam presos às suas poltronas, atônitos ao ouvirem uma defesa bíblica do catolicismo associada a uma crítica aos erros do protestantismo, como a Sola Scriptura e a Sola Fide.

 

Assim que conclui meu discurso, percebi que não havia dúvidas: poucas vezes eu, ou qualquer outro apologista católico, teria tal chance novamente.

 

Falei, então, a todos que se quisessem permanecer protestantes não poderiam mais afirmar tão indubitavelmente serem cristãos fiéis aos ensinamentos bíblicos, pois mostrei provas suficientes de que a Bíblia ensina o cristianismo católico, e não o protestante.

 

Falei também que se quisessem seguir de fato o que a Bíblia diz, deveriam se tornar católicos. Agradeci a todos a oportunidade que me deram, por sua hospitalidade e atenção, disse que os amava e que estaria orando por suas conversões.

 

A resposta deles, sem dúvida uma obra de Deus, me surpreendeu. Apesar de eu criticar sutilmente suas convicções fundamentais, a maioria da platéia me aplaudiu, de pé, durante longos minutos.

 

Fiquei impressionado. Mas não foi só isso o que me impressionou, o melhor ainda estava por vir. Apesar de nenhum dos estudantes ser obrigado a permanecer, mais da metade deles ficou para a sessão de questionamentos, pelas horas seguintes.

 

Apesar de eu ter iniciado minha palestra às 7 da tarde e terminado às 9, o último grupo de estudantes não saiu do auditório até as 2:30 da manhã! Isto foi apenas um indicador da grandiosa fome que as pessoas têm da graça de Deus quando percebem-na em seu meio, e que dispõem de poucas oportunidades para buscar a verdade e esclarecer as coisas, ouvir os fundamentos bíblicos sobre as diferenças entre as igrejas protestantes e a Igreja Católica.

 

No meio dos estudantes que ficaram até o fim estava um que era assumidamente anti-católico e ficava me desferindo perguntas atrás de perguntas. Seu objetivo naquela noite era "me salvar do catolicismo para o cristianismo bíblico", sendo que ele orou pela manhã para que Deus "por sua graça abrisse os olhos das pessoas e que estas possam ver a verdade e rejeitar os erros" (cuidado com o que você pede, você pode conseguir…).

 

Eu vou deixar que ele finalize esta bela história (postado por ele na Internet depois da minha visita):

 

Me chamo Jonathan Arrington e durante toda a minha vida fui um protestante fundamentalista. Fui o mais anti-católico que alguém poderia ser antes de ouvir Garry Matatics em Furman em abril passado. Para ser sincero, eu dizia que todos os católicos iam para o inferno e não tinham a menor idéia do que viria a ser um cristianismo de verdade.

 

Contudo, ouvindo Garry por várias horas, percebi que ele era um católico que conhecia a Bíblia como poucos de nós conhecemos, era de fato um cristão, e fez questionamentos a mim que não obtinha respostas utilizando a minha "Sola Scriptura" e "Sola Fide". Ele me ofereceu, assim como a um amigo, todas as suas gravações gratuitamente, e seu endereço de e-mail caso tivéssemos mais questionamentos.

 

A partir deste dia comecei a me interessar pela Igreja Católica, e hoje sou católico convertido, e logo me tornarei um sacerdote.

 

Ouvindo Garry discursando por mais de 7 horas, percebi que nada mais havia que provas bíblias e históricas da verdade. Louvo a Santíssima Trindade por ter agido em Garry e ter me levado para a Igreja Católica, onde agora posso servir à verdadeira Igreja de Cristo pelo meu sacerdócio.

 

Jonathan ainda está em Furman, agora como um ardoroso católico que ganha almas dentro de sua faculdade. Ao ouvir que eu retornaria a Greenville para algumas palestras, ele me ligou para falar novidades sobre sua conversão e perguntando se poderia ser meu secretário em cada palestra e se podia me apresentar para os convidados em cada sessão.

 

Durante sua apresentação, ele fala aos ouvintes o seu testemunho e sua decisão de ser padre, isso sob estrondosos aplausos! Seu testemunho provocou uma grande euforia entre os protestantes (inclusive em um pastor da Bob Jones University). Como resultado apenas desta introdução, muitos são os que estão em processo de conversão…

 

A história de Jonathan é apenas uma entre as muitas que coleciono neste mais de 13 anos de missão através do país, evangelizando e ensinando a verdadeira fé católica para grandes e pequenas cidades. Sou um privilegiado por poder presenciar centenas de fundamentalistas rígidos reconhecerem seu colapso diante da solidez dos argumentos bíblicos apresentados, e ter um grande acervo de cartas como esta de Jonathan, centenas, talvez milhares de protestantes, e também de ex-católicos que retornaram à Igreja, descobrindo a verdade através deste apostolado.

Facebook Comments

Livros recomendados

Canções e ElegiasA Mentalidade Anticapitalista – 2ª EdiçãoA Bala Perdida