A morte das crianças inocentes fora prefigurada na morte que o faraó do Egito impora a todos os filhos de sexo masculino dos hebreus. São Mateus aponta para Jeremias 31,15 e demonstra assim que o martírio dos pequeninos já havia sido previsto (cf. Mateus 2,18). Observe-se, entretanto, que a fuga de Jesus para o Egito e a sua consequente salvação no massacre de Belém encontram-se prefiguradas na passagem em que a filha do faraó encontra e dispensa os seus cuidados ao bebê Moisés, lançado ao Nilo por sua mãe, que queria assim evitar a morte do seu filho.

Facebook Comments