Com amor no coração percebo que no site veritatis esplendor há uma campanha anti-PT, no entanto um Site Católico deveria ser apenas esclarecedor e imparcial assim como a própria cartilha da CNBB, pois em quem devemos votar? no Lula Católico e em outros irmãos que conheço, também Católicos e que defendem a sua Fé e são do PT, ou nos Umbandas, Maçons assumidos , adeptos de Candomblé assumidos e dizem até que alguns têm pactos com o maligno. Varios amigos meus entraram na faculdade atavés do Prouni, meus avós ganharam energia elétrica em casa, e hoje no interior deles os católicos passaram a ser mais fiéis pela motivação da rede Canção Nova de TV, meu salário teve um ganho real após muitos anos de perdas, alguns de meus familiares passaram a viver melhor com a complementação da renda pelo bolsa família ao dinheiro ganho na roça, passei no concurso da petrobrás que segundo um engenheiro de lá o governo Lula foi o que mais investiu na empresa, só na empresa que ainda trabalho foram mais de 50 jovens admitidos no pelo programa de primeiro emprego. Não estou aqui para falar de política, mas não creio que seja justo manipular a vida das pessoas, pois a política interfere diretamente na condição de vida dos homens, em qual partido devo votar? no que teve 69 cpi´s barradas, no que privatizou tudo, nos que defendem cortes nos direitos dos trabalhadores ou em outro partido com um belo estatuto que defende o aborto, a legalização da maconha, a pesquisa com embriões e etc. O próprio presidente Lula sempre defendeu a vida e não sancionaria nenhuma lei como aborto, no entanto alguns fariam isso sem pena, independente do que está escrito no estatuto do partido, pois suas religiões e crenças são contrárias a nossa. Existem homens de bem em todos os partidos e existem pessoas de má conduta em todos também, votemos nos candidatos que tenham um mínimo de compromisso com as práticas Cristãs, eu voto nos candidatos do PT, mas procuro investigar a vida deles, e não voto em nenhum que me pareça mal mesmo que seja do PT, pois independente do estatuto do partido, se elegermos homens de bem as coisas funcionaram melhor, não sei se peco em pensar de tal modo, digo por que conheço pessoas boas e más de todos os partidos. Gostaria que o Veritatis publicassem o que diz a cartilha da CNBB, pois seria mais útil para a sociedade e não iria parecer uma manipulação de voto. Aguardo a opnião do Veritatis. Mesmo não os conhecendo amo todos vocês e oro para que vocês contribuam sempre para a conversão das almas e o esclarecimento dos homens a respeito do Plano de Deus em nossas vidas. A paz de Cristo e o amor de nossa mãe Maria!


Caríssimo em Cristo,

Somos imparciais. Mas a imparcialidade não nos impede de apresentar, com clareza, a doutrina da Igreja. E ela é explícita em condenar o socialismo, tese fundamental do PT. Portanto, não é sinal de parcialidade atacar os inimigos da Igreja, demonstrando seus erros e sua incompatibilidade para com a doutrina católica.

Foi parcial São João Batista ao desmascarar os fariseus? Foram parciais tantos Papas ao condenar os erros e as heresias? Claro que não!

O senhor apresenta dados de que o governo Lula tenha feito isso ou aquilo. Ora, tais coisas fogem do assunto. Não estamos discutindo política. Não é nosso interesse dizer se tal ou qual candidato é melhor. O tema, definitivamente, não é a competência do presidente da República nem seu desempenho. O que está em jogo é a compatibilidade de suas teses com a doutrina da Igreja.

Por favor, leia os textos seguintes. O senhor passará a entender melhor.

https://www.veritatis.com.br/article/3015
https://www.veritatis.com.br/article/3476
https://www.veritatis.com.br/article/3913
https://www.veritatis.com.br/article/3912
https://www.veritatis.com.br/article/3901

Por outro lado, não adianta contrapor o Lula aos umbandistas e não-católicos. Primeiro, porque ele não é católico. Se católico fosse, não seria socialista, iria à Missa todos os Domingos, se confessaria (e ele mesmo disse que não se confessa porque não tem pecado), e não comungaria estando casado em segundas núpcias. Ademais, dois erros não fazem um acerto, como é comum dizer. Não está, de um lado, o Lula católico, e, de outro, os não-católicos. Ainda que fosse católico, seria um católico no erro socialista. Repetimos: dois erros (o socialismo de Lula e o não-catolicismo dos demais) não fazem um acerto. Some-se a isso o fato de que ele não é católico, como é fácil em alguns textos acima indicados.

Quanto à cartilha da CNBB, ela não é autoridade eclesiástica competente para o governo da Igreja nem para o ensino. É um organismo consultivo e de ajuda aos Bispos. Portanto, não somos obrigados a concordar com seus posicionamentos. De outro lado, não estamos manipulando nada, de vez que nunca recomendamos o voto em ninguém. Não dizemos em quem votar, mas em quem não votar. Se a CNBB, outrossim, julga que está fazendo o bem com sua cartilha um tanto indireta, ótimo! Ela faz o seu trabalho. Nós, o nosso!

Enfim, não entendemos a relação entre a Canção Nova e o assunto em tela.

Em Cristo,

Facebook Comments

Livros recomendados

A senhoriaEspiritismo e féA boa vontade