Espaço do Leitor

Leitor pergunta acerca da passagem de Pedro em Roma no ano 42

Prezado Alexandre Semedo,

Salve Maria!

Preciso sanar uma dúvida e recorro ao seu auxílio.

Um protestante, tentando negar que Pedro foi Bispo de Roma, apresentou a seguinte argumentação:

Sabe-se pelos testemunhos de São Jerônimo e Eusébio, que Pedro foi Bispo de Roma por 25 anos. Também a tradição sustenta que Pedro morreu sob Nero em 67 d.C. Subtraindo 67-25, temos a data de 42 d.C.

42 d.C seria então a data da primeira ida de Pedro à Roma. Porém, diz o protestante que a tradição diz que São Tiago foi morto por Herodes em 44 d.C e logo depois, mandou prender Pedro, mas, o protestante contesta dizendo que em 44d.C, Pedro já deveria estar em Roma, considerando que em 42 d.C foi a sua primeira viagem.

Agora estou em dúvida: São tiago morreu mesmo em 44 d.C? Pode-se confiar com certez anas datas mencionadas por Jerônimo, isto é, 25 anos de pontificado? Quando foi realmente a data da primeira viagem de Pedro a Roma, antes de sau prisão, ou depois, em 44 d.C?

Um abraço,

E.


Resposta

Caro E.,

É sempre um prazer receber teus e-mails. Espero que esteja passando bem, combatendo pela fé católica em todas as frentes possíveis.

A questão que você me propôs é das mais simples.

Começo a resposta chamando a atenção para um erro de lógica na argumentação protestante. Ainda que houvesse algum sentido nas coisas que ele disse, ainda assim não estaria provado que São Pedro não esteve em Roma. Estaria provado apenas que ele não estava por lá quando da morte de São Tiago. Algo bastante diverso…

Tanto a data em que São Pedro foi a Roma pela primeira vez quanto a data da morte de São Tiago Maior não são exatas. Não as conhecemos com precisão, pois não constam de qualquer documento. A prova disto é que, ao narrar a morte de São Tiago, diz-se, simplesmente: “Por aquele mesmo tempo, o rei Herodes mandou prender alguns membros da Igreja para os maltratar. Assim foi que matou à espada Tiago, irmão de João.” A expressão “por aquele mesmo tempo” não nos permite saber, com exatidão, qual tempo foi este. Permite-nos saber, apenas, por volta de que ano o martírio ocorreu.

Assim, imprecisões de alguns anos para mais e para menos são absolutamente normais. Quando se diz que São Tiago morreu no ano 44 de nossa era, deve-se atribuir a tal data apenas um caráter aproximativo.

E, se a data da morte de São Tiago já é imprecisa, a data da chegada de São Pedro a Roma é ainda mais nebulosa. Não sabemos se foi no ano de 42 d.C., se depois ou se antes. Há relatos que indicam que ele já teria estado em Roma ainda na década de trinta do primeiro século.

Além disto, nada obsta que, tendo já fundado a Igreja de Roma, São Pedro tivesse retornado a Jerusalém. Assim como fazia São Paulo (que fundava as suas Igrejas e prosseguia em sua atividade missionária), o Príncipe dos Apóstolos também viajava muito, levando a mensagem de Nosso Senhor Jesus Cristo a todas as partes. Prova disto é que, no ano de 49, ele estava novamente em Jerusalém (onde o bispo era São Tiago Menor) para presidir o Concílio que lá ocorreu (At 15).

Desta forma, dizer que uma hipotética estadia de São Pedro em Jerusalém no ano de 44 d.C. prova que ele não esteve em Roma equivale a dizer que a presença de Bento XVI no Brasil em 2.007 prova que ele não foi eleito Papa em 2.005. Afinal, o que cargas d’água o Bispo de Roma, supostamente eleito em Abril de 2.005, estaria fazendo no Brasil em 2.007?

Como você percebe, o argumento do protestante é daqueles sacados na base do se non é vero, é bene trovato.

Só que, no caso, nem ao menos é bene trovato.

Que Deus te abençoe,
Alexandre.

Facebook Comments

Livros recomendados

O Evangelho de São Marcos – Cadernos de Estudo BíblicoCatecismo anticomunistaSócrates Encontra Marx

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.