Espaço do Leitor

Leitor pergunta sobre a igreja católica apostólica brasileira

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!!! Paz e Bem, Senhores! Gostaria de saber que parecer eu posso adotar com relação á ICAB, pois essa tal “igreja”, apareceu no meu bairro, e tem causado algumas dúvidas em algumas pessoas. Ela é de fato Católica? Realmente tem sucessão Apostólica? Seus Padres e Bispos, bem como seus Sacramentos são realmente válidos? É verdade que o Beato João XXIII tirou a excomunhão do Bispo D. Duarte?

Caríssimo,

A Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB) é cismática e herética. Cismática porque não reconhece o primado de jurisdição do Papa, atribuindo-lhe mera primazia de honra e pregando que só tenha jurisdição em Roma e não em todo o orbe. Herética porque ensina doutrinas contrárias ao Magistério da Igreja, entre as quais certos postulados socialistas e confusões em relação aos sacramentos.

Embora Dom Duarte tenha sido um Bispo validamente sagrado, bem como o primeiro de seus sucessores, e mesmo os primeiros sacerdotes ordenados de modo válido, temos de duvidar da validade de seus sacramentos hoje, mesmo a Ordem. Isso porque, embora não tenha lhes faltado o ministro válido, a forma e a matéria, necessários para qualquer sacramento, há, nos da ICAB um sério defeito de intenção. Há também defeito de ministro, pois, embora alguns tenham sido válidos, outros não o foram. A ICAB recebeu em seu seio pastores protestantes, reconhecendo sua “ordenação”.

Portanto, respondendo às suas indagações:

a) não é católica, pois não está em comunhão com o Santo Padre;
b) nos primeiros anos tinha a Sucessão Apostólica, mas hoje seus ministros não são verdadeiros padres, pois faltam às suas ordenações ministros válidos (os primeiros eram Bispos válidos e sacerdotes válidos, mas outros receberam ordenações e sagrações duvidosas) e intenção válida;
c) no início, alguns padres eram válidos e alguns Bispos também; logo, misturou-se tudo, e a Sucessão Apostólica cessou; destarte, seus sacramentos são inválidos; até o Batismo, que pode ser ministrado por qualquer pessoa, é duvidoso, dado que, nesse caso, ainda que não lhes falte ministro válido, há um sério defeito de intenção;
d) João XXIII não tirou a excomunhão de Dom Duarte.

Como complemento desta resposta, queira, por obséquio, ler o que segue:

https://www.veritatis.com.br/article/3909
https://www.veritatis.com.br/article/2963

Em Cristo,


Livros recomendados

Sete Mentiras Sobre a Igreja CatólicaA Imortalidade Da Alma & A Razão Superior e InferiorMãe de Deus e Mãe Nossa – Iniciação à Mariologia

About the author

Veritatis Splendor