Espaço do Leitor

Leitor pergunta sobre infalibilidade da igreja e o caso galileu

[Leitor autorizou a publicação de seu nome no site] Nome do leitor: Jório Aragão
Cidade/UF: João Pessoa PB
Religião: Católica

Mensagem
========

Caros amigos

Sou aluno iniciante do curso de Filosofia na Universidade Federal da Paraíba UFPB. Estando no segundo período, estou começando a estudar a disciplina Teoria do Conhecimento. O professor, que por sinal gostei muito pela sua desenvoltura no modo como ministrou sua aula, exemplificou coisas que até então eu não sabia. Ele mostrou a estreita ligação que há entre os antigos filósofos como : Platão e Aristóteles em relação a Santo Agostinho e São Tomaz de Aquino e mostra como se desenvolveu o pensamento cristão. Depois falou sobre os regimes envolvidos na época . Ex.: A fundamentação do absolutismo dos monarcas que nessa caso a base foi bíblica na passagem entre Jesus e Pilatos quando Pilatos disse a Jesus que teria o poder de condenar ou absolver ao passo que Jesus responde que Pilatos não teria esse poder se não lhe fosse dado do auto.(DEUS). Quis exemplificar que a fundamentação era feita através de um livro, numa crença e não no argumento. Em face disso citou o erro da igreja em afirmar que o sol girava em torno da terra e não o contrário. No caso a igreja se baseava também nas sagradas escrituras quando , não tenho bem certeza se foi Jacó, mas quando fez parar o sol. Ora, se o sol pára é sinal de que se move em trono da terra. Mas aí surgiu a questão de Galileu em afirmar o contrário, usando de argumento científico, ao passo que a igreja instarou processo inquisitorial para o caso.  Mas a minha pergunta é : Como compreender essa santa igreja que fazemos parte como uma instituição perfeita se ao passo de tantos anos ter-se cometido erros desse tipo. Estou só citando um só ponto pois muitos existem.

Como devo defender essa igreja diante de tantos ataques que são fundamentados no argumento ? E não na fé. OU melhor, como consciliar as duas ?

Caríssimo Jório Aragão, a Santa Paz!

A Igreja Católica é perfeita e nunca erra. Essa foi a garantia dada por Nosso Senhor, confirmada pelos santos apóstolos e assistida pelo Espírito Santo.

A Igreja é Doutora e mestra em Fé e Moral, não em astronomia, biologia e etc.

O seu professor que parece saber um pouco de filosofia, deveria ter-lhe dito que foi Aristóteles quem disse que a Terra era o centro do universo e o sol girava ao seu redor. Esta teoria ficou conhecida por Geocentrismo. Não foi a Igreja que inventou isso baseado na Escritura.

O evento relatado na Escritura não se refere a Jacó, mas a Josué, sucessor de Moisés:

E o sol parou, e a lua não se moveu até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto acha-se escrito no Livro do Justo. O sol parou no meio do céu, e não se apressou a pôr-se pelo espaço de quase um dia inteiro ” (Js 10,13).

Este é um relatado verdadeiro da perspectiva do observador.

Seu professor também deveria ter-lhe dito que quem começou a recusar o sistema aristotélico (Geocentrismo) foi Nicolau Copérnico, estabelecendo a teoria do Heliocentrismo (o Sol como centro sistema solar e a terra gira ao seu redor), depois confirmada pela ciência. Também é importante dizer que Copérnico era cônego da Igreja Católica. Se a Igreja tivesse algum problema com a teoria do heliocentrismo, começaria a perseguir o próprio Copérnico (que viveu um século antes de Galileu).

Então porque Galileu foi condenado? Porque ele não se deteve no limite da astronomia, se meteu na teologia, chegando a afirmar que a Escritura estava erra e que deveria ser revista. A condenação de Galileu pela Igreja não foi por causa do heliocentrismo, mas por ele ter negado a veracidade da Escritura.

Como se vê, a Igreja não cometeu erro algum. A história é que não foi contada de forma adequada.

Leia também os artigos:

https://www.veritatis.com.br/article/420

https://www.veritatis.com.br/article/4093

Espero tê-lo ajudado,

Em Cristo,

Facebook Comments

Livros recomendados

O Banquete do Cordeiro (Cléofas)Catena Aurea – Vol. 2 – Evangelho de São MarcosA Paixão de Cristo Segundo o Cirurgião

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.