Espaço do Leitor

Leitor responde ser a favor do aborto por ódio a igreja católica

[Leitor autorizou a publicação de seu nome no site] Nome do leitor: Antônio virgilio Mendes
Cidade/UF: Limoeiro do Norte CE
Religião: Católica

[Mensagem]

Sou a favor da legalização aborto, pois sou a favor de tudo que represente derrota ao clero prepotente, despotico, arbitrario e empavonado.
Se houver um plebiscito engargar-me-ei, votarei e e dentro de minhas posses financiarei a legalização do aborto

Caríssimo sr. Antônio, desejamos-lhe paz e bem.

Apenas gostaríamos de lhe pedir que tome uma posição a favor, ou contra o aborto, a partir de uma reflexão e de uma atitude positiva, e não reativa, para vosso próprio bem. Encarnar o ódio como motivação para nossa conduta ofusca a razão e só pode fazer mal a nós mesmos. A ciência médica alerta para a existência das doenças psicossomáticas, que são aquelas causadas por esse tipo de descarga negativa emocional.

Como pode imaginar a causa da vida nascente é muito cara sim para a Igreja Católica, mas ela não está sozinha nesta luta, pois para ser contra o aborto basta ser gente. Na Espanha e nos EUA, por exemplo, na luta contra o aborto estão também inúmeras associações de mulheres que se submeteram ao aborto promovida pelo Estado e que hoje, após diversas sequelas físicas e emocionais, entenderam que o aborto é um mal para qualquer um. A Associação de Vítimas do Aborto na Espanha, a Coalisão de Mulheres pela Vida e as Mulheres Exploradas pelo Aborto nos EUA são algumas delas. Aliás, devemos dar graças a Deus todos os dias por sermos de uma geração onde a idéia de abortar era ainda mais inconcebível, pois senão correríamos sérios riscos de não existirmos.

Apesar da possibilidade da legalização do aborto ser um cenário muito lamentável, especialmente para os católicos que acreditam na sacralidade da vida humana (inclusive a vossa), se ela vier a acontecer isso não será de modo algum uma derrota para a Igreja Católica pois ela não pode ser derrotada: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (São Mateus 16,18). Essa promessa é quem fez essa divina instituição atravessar dois milênios de perseguição e martírio constante, e que continuará seguindo sua missão até o fim: “Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (São Mateus 28,20). Quem não for abortado e viver, verá.

Caríssimo sr. Antônio, reiteramos nosso conselho de que reconsidere vossa posição, pois se realmente decidir se empenhar em ser contra tudo o que a Igreja Católica defende, acabará por financiar também a legalização do homícidio, do roubo, do sequestro, do confisco, do genocídio e de tantas outras mazelas que esta mesma igreja abomina. E no caso específico de financiar o aborto, é bom ter em mente o que significará isso: matar bebês com toda a criatividade que o homem já pode usar a serviço da crueldade. Vede como vosso dinheiro financiará concretamente a implementação do aborto no Brasil:

– por evenenameno salino: neste tipo de aborto, o sr. estará financiando a extração do líquido amniótico e a introdução de um líquido salino que será engolido pelo bebê causando uma morte dolorosa em 12 horas por queimadura grave, desidratação, hemorragia cerebral e de outros orgãos.
– por sucção: este método é o mais comum, e aqui o vosso dinheiro ajudará na aquisição de um tubo oco com uma ponta afiada no interior que após ligada dentro do útero, sugará o corpo do bebê por nascer despedaçando-o e depositando-o num balde.
Por dilatação e curetagem: quando o bebê já está grande, sendo difícil sugá-lo e despedaçá-lo pelo método acima, se pratica este, aonde o bebê é “recortado”, e desmembrado, é posteriormente retirado em pedaços com um fórceps.
– Por nascimento parcial: estando a gestação já no seu final, e o bebê pronto para nascer, algumas pinças agarram-o em suas pernas e braços até fazê-lo nascer parcialmente, ficando apenas a cabeça no útero, que após aberto por uma tesoura terá seu cérebro extraído por sucção. Este método é praticado em muitos países como os E.U.A. e a Alemanha.
– Por cesárea: aqui o que acontece é igual a uma operação cesárea, com a diferença de que se abandona a criança até que morra.
– Pílulas RU-486: a ingestão dessas pílulas abortivas age matando de fome o bebê por nascer, já que o privará de um hormônio necessário para sua vida, a progesterona.

É preciso ter em mente e visualizar exatamente o que está por trás do aborto, palavra muito dita, mas pouco conhecida. Como já dissemos, caro sr. Antônio, a melhor coisa a fazer neste momento seria acalmar vossa animosidade para com a Igreja Católica, refletir melhor sobre as consequências de vossos desejos e palavras, e não desejar que bebês inocentes acabem pagando o preço de vosso rancor ao clero. Nesta vossa fúria quem sai perdendo é a humanidade.

Estaremos rezando para que essa tristeza toda dê lugar a mais alegria em vossa vida. Se desejardes desabafar ou conversar sobre vossos problemas pessoais que tanto vos parecem afligir e a agir tão agressivamente, também pode contar conosco.

Cordialmente:


Livros recomendados

A Grande Mentira – Lula e o Patrimonialismo PetistaNossa Senhora de FátimaO Livro dos Atos dos Apóstolos – Cadernos de Estudo Bíblico





About the author

Veritatis Splendor