Respostas Católicas

Ninguém deveria pregar sua religião às pessoas…

– Pra mim pouco importa se você é católico ou protestante: você não deve impor a sua religião às pessoas. E os missionários não têm o direito de falar sobre religião para as outras pessoas. Minha filosofia é: “viva e deixe viver”. (Anônimo)

Essa pode ser a sua filosofia, mas não é a filosofia que Jesus pregou. Ele mandou que seus discípulos pregassem o Evangelho a todos os homens: “Jesus se aproximou deles e disse: ‘Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado'” (Mateus 28,18-20a).

Isto é conhecido como “A Grande Ordem” e não “A Grande Imposição”.

Jesus ordenou seus discípulos a fazer cristãos outras pessoas através da pregação e do batismo. Todos nós devemos, de um jeito ou de outro, ser evangelistas e apresentar a verdade de Cristo àqueles que ainda não a aceitaram. Fazendo isto, nós não estamos impondo nada a ninguém. Cristo quer ser livremente aceito, assim como quer que sua mensagem seja livremente aceita.

A Evangelização não é uma imposição, mas sim um ato de caridade. Através dela a verdade plena sobre Deus e o homem é dada a conhecer às pessoas em necessidade. Quem está fora da Igreja e escuta a mensagem de Cristo Salvador pode se unir a Ele em sua Igreja, que é o seu Corpo Místico.

“Viva e deixe viver” é uma falsa filosofia. Ela repete a questão de Caim: “Acaso sou eu guardião do meu irmão?”. Nas coisas espirituais, assim como nas materiais, devemos ser guardiões dos nossos irmãos.


Livros recomendados

As parábolas de JesusComo Provar que Deus ExisteO Terrorismo Intelectual





Veja também  Por que a igreja se preocupa tanto com a salvação coletiva e não com a individual?

About the author

Veritatis Splendor