A direção do Apostolado Veritatis Splendor vem, por meio desta, prestar o esclarecimento que se segue:

1. Em janeiro de 2009, mais precisamente em 11/01/2009, o artigo “TRADICIONALISMO ANTI-VATICANO II: O NEOPROTESTANTISMO”, redigido pelos membros Taiguara Fernandes de Souza e Marcos Monteiro Grillo, foi submetido, como todos os artigos publicados em nosso site, à apreciação de todos os membros e à aprovação das instâncias competentes.

2. Em 15/01/2009, após avaliação interna, o artigo teve sua publicação aprovada e agendada.

3. Não obstante, em 21/01/2009, ou seja, menos de uma semana após a aprovação da publicação do artigo em tela, foi publicado um decreto da Congregação para os Bispos, órgão da Santa Sé, pelo qual foi Removida a Excomunhão a quatro Bispos da Fraternidade São Pio X.

4. Considerando que o referido levantamento das excomunhões constituiu um fato de inegável relevância no que diz respeito à discussão entre os críticos do Concílio Vaticano II — mormente representados pela Fraternidade Sacerdotal São Pio X (FSSPX) — e a Santa Sé, elevando tal discussão a um patamar novo, e considerando que tal decisão de Sua Santidade Papa Bento XVI constituiu explícita e inequivocamente um convite ao diálogo, a direção do Apostolado Veritatis Splendor houve por bem suspender temporariamente a publicação do artigo em questão, julgando que, a partir de então, tornou-se sumamente mais importante a busca do diálogo e da reconciliação, à luz do altamente significativo gesto do Papa Bento XVI.

5. Todavia, por um lapso de ordem técnico-gerencial, o referido artigo foi publicado na última segunda-feira (27/04/2009), vindo a ser, tão logo possível, retirado do ar, pelas razões expostas no item 4 desta Nota.

6. É importante ressaltar que, embora considerando que as críticas à postura de determinados adeptos do tradicionalismo anti-Vaticano II, contidas no artigo em questão, continuem sendo válidas e pertinentes, o Apostolado Veritatis Splendor reconhece que o momento é de unirmos forças e de permanecermos em espírito de oração, tendo em vista a reconciliação e o bem maior da Igreja e das almas.

7. Urge ressaltar também que não é intenção deste Apostolado fomentar a divisão e a discórdia entre aqueles que, embora com percepções eventualmente distintas ou pontualmente divergentes, buscam ser fiéis à “fé confiada de uma vez para sempre aos santos” (Jd 3). Ao contrário, o compromisso maior do Veritatis Splendor é com a Verdade, sempre em fidelidade e obediência à sã doutrina católica, à Escritura Sagrada, à Tradição, ao Magistério e ao Santo Padre. Esse compromisso sempre orientou e há de continuar orientando todas as ações deste Apostolado, que não pretende caminhar nem um passo à frente, nem um passo atrás, mas sempre ao passo da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

Facebook Comments

Livros recomendados

A senhoriaDevocionário à Divina Misericórdia –  Vol. IISabedoria e Inocência – Vida de G. K. Chesterton