Depende do ponto de vista, porque cada uma destas passagens emprega um gênero literário diferente. Com efeito, Números 11,4-9 segue o gênero de “crônica histórica”, que exige interpretação literal; e Sabedoria 16,20-21 segue o gênero de “midraxe”, exigindo interpretação não-literal, mas catequético. Portanto, apesar de o maná ser de fato, para o paladar e a visão humanos, insípido e pouco atraente, teologicamente, no contexto da História da Salvação, foi delicioso porque era o penhor da entrada do Povo Eleito na Terra Prometida.

Facebook Comments