Respostas Católicas

O cristianismo, representando deus como um homem branco, colaborou com o racismo?

– Como negro e muçulmano, eu acho que o Cristianismo, representando Deus como um homem branco, colaborou com a opressão racial dos negros. O que vocês têm a dizer sobre isto? (Anônimo)

O racismo, uma abominação para Deus e uma afronta à dignidade humana, é uma das mais penetrantes e perniciosas formas de pecado social. É um fato triste e doloroso que negros tenham sofrido injustiças e indignidades nas mãos de brancos, especialmente neste e em outros países colonizados por europeus – assim como também é um fato triste e doloroso que, em outros países, brancos tenham às vezes sofrido nas mãos de negros (e brancos nas mãos de outros brancos; e negros nas mãos de outros negros, é lógico).

O racismo, como uma doença espiritual, não parece restringir seus efeitos devastatórios a apenas uma raça, ou apenas a uma religião: cristãos (católicos, ortodoxos e protestantes), judeus, muçulmanos e outros têm – todos eles – falhado nos altos ideais de suas respectivas religiões quanto a esta matéria.

Quanto aos cristãos retratarem Deus como um homem branco, os cristãos, assim como os judeus e muçulmanos, crêem que Deus é espírito e, desta forma, não possui corpo (João 4,24). Logo, Ele não é branco, nem negro, nem de qualquer outra cor.

Você pode estar se referindo à arte antropomórfica (a arte que retrata Deus em termos humanos) que enfeita, por exemplo, o teto da Capela Sistina, onde Deus é retratado (no afresco que apresenta a criação de Adão) como um homem gigantesco e musculoso, com uma grande barba branca. Mas todas as culturas retratam Deus em seus próprios termos. O próprio Deus fez isso em sua Encarnação.

Jesus, é evidente, não era nem branco nem negro, mas um judeu palestinense. Algumas vezes os europeus exercitaram a arte pintando Jesus com cabelos loiros, olhos azuis e pele clara; porém, a arte africana retrata Cristo como africano, a arte oriental o retrata como oriental; e assim por diante. Tais representações são compreendidas como uma expressão de solidariedade cultural com Cristo e não como fotografias exatas e verdadeiras; não há mal algum nelas.

Por outro lado, caso você queira procurar uma nova religião, talvez queira desconsiderar o Mormonismo, pois este ensina que Deus é realmente um homem branco. Além disto, o Mormonismo ensina que os negros possuem pele negra porque eles foram amaldiçoados e pessoas como pele escura de qualquer tonalidade (preto, mulato etc.) são inferiores àqueles que têm pele clara. Mas [os de pele escura] não devem temer: se viverem como um bom mórmon, poderão ter a viva esperança de que sua pele se tornará branca.

Isto soa um pouco bizarro pra você? Basta consultar os livros sagrados do Mormonismo: está tudo lá, em preto e branco!

Facebook Comments

Livros recomendados

A Fé da Igreja – Em que Deve Crer o Cristão de HojeA ConfissãoOrtodoxia (2a edição)

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.