Respostas Católicas

O milagre é mais improvável que qualquer explicação natural?

– Em um artigo recente da revista “This Rock”, o autor usou a probabilidade como um argumento favorável para uma explicação milagrosa e não-natural da crença dos Apóstolos na ressurreição. Mas ele ignorou o fato de que, por definição, um milagre é mais improvável do que qualquer explicação natural. Isso significa que se nós estamos procurando a explicação mais provável de um fenômeno aparentemente milagroso, isto não será um milagre (Anônimo).

Você assume que "por definição, um milagre é mais improvável do que qualquer  explicação natural"; mas isto é falso. Enquanto nós podemos comparar a probabilidade ou a improbabilidade de eventos naturais, nós não podemos fazer tais comparações com eventos sobrenaturais, já que não temos nenhum meio de calcular, a partir de eventos naturais, a possibilidade de um evento sobrenatural. Eventos naturais podem nos dizer apenas sobre a possibilidade (ou impossibilidade) de um outro evento natural.

É claro que a experiência nos ensina que milagres não ocorrem frequentemente. Mas não podemos dizer se isso é em razão de Deus raramente querer intervir na ordem natural ou porque nos falta a fé como pré-requisito. O que sabemos é que a frequência de milagres não é decidida pelo o que acontece na ordem natural, mas pela vontade soberana de Deus. Logo, não podemos defender a improbabilidade dos milagres com base na previsibilidade da ordem natural, assim como não podemos prever uma mudança no horário do ônibus considerando que o ônibus chega sempre na hora prevista.





About the author

Veritatis Splendor