Apologética Papado Teologia

O Papado

Written by Veritatis Splendor

Para ajudar a compreender o Papado e o papel do Papa, vamos começar olhando para o Antigo Testamento e a nossa história da salvação.

Por toda a história da salvação, Deus ergueu líderes para o seu Povo Eleito, ou seja, Abraão, Moisés, Davi… Esses líderes falaram em nome de Deus, falaram com Sua plena autoridade. Eles ensinaram e dirigiram o Povo Eleito na prática das suas crenças, na determinação do certo e do errado, na tomada de decisões morais.

Pedro também foi apontado nas Escrituras como o primeiro em autoridade entre os Apóstolos. Pedro geralmente é mencionado em primeiro lugar quando Cristo fala dos Apóstolos (Mateus 10,1-4; Marcos 3,16-19; Lucas 6,14-16; e Atos 1:13). Pedro também fala em nome dos Apóstolos em vários momentos (Mateus 18,21; Marcos 8,29; Lucas 12,41; e João 6:69). Pedro também é o primeiro a falar no Pentecostes!

Quando Nosso Senhor escolheu Pedro, o nome deste era Simão. Nosso Senhor o alterou para Pedro, o que, por si só, não é uma simples declaração de Nosso Senhor. Para os judeus da época, a mudança de nome era coisa muito significativa. Considere aqueles que tiveram seus nomes mudados por Deus Pai, por exemplo, Abrão virou Abraão.

Quando Pedro fez sua profissão de fé, em Mateus 16,16, de que Jesus era o Filho do Deus vivo, Jesus respondeu de maneira sem igual: Ele declarou que Pedro era pedra e que sobre essa pedra Ele iria edificar a SUA Igreja; que os portões do inferno não iriam prevalecer contra ela; que Ele daria a Pedro as chaves do Reino, e que o que ele ligasse na terra seria ligado no Céu, e o que ele desligasse na terra seria desligado no Céu. Após a ressurreição, Nosso Senhor pediu a Pedro, por três vezes, que confirmasse o seu amor e, sempre a seguir, foi instruído por três vezes a apascentar Suas ovelhas. Não cabe nenhuma dúvida sobre essa responsabilidade ou autoridade, uma vez que foi dada diretamente por Cristo a Pedro.

Por que Cristo daria tanta responsabilidade e autoridade a um homem que O seguiria para o Pai relativamente em breve? O que Pedro poderia fazer em sua curta vida, que Cristo ainda não tinha realizado? Se levarmos a sério as promessas de Cristo a Pedro e confiarmos no Antigo Testamento como uma prefiguração dos eventos do Novo Testamento, não é difícil concluir que a autoridade dada a Pedro foi de fato transmitida aos seus sucessores, para que tivéssemos um mestre detentor de autoridade, como representante de Cristo aqui na terra.

Facebook Comments

Livros recomendados

As Grandes HeresiasA Grande Mentira – Lula e o Patrimonialismo PetistaMinha Mãe Aparecida

About the author

Veritatis Splendor