Era uma espécie de cofre feito de madeira incorruptível, recoberto de lâminas de ouro puríssimo por dentro e por fora. Este cofre tinha por finalidade guardar as Tábuas da Lei e, por isso, era chamado de “Arca da Aliança”, demonstrando que guardava as condições do Pacto feito com Deus. A Arca era deixada no recinto do “Santo dos Santos” no Tabernáculo (cf. Êxodo 25; 27; Hebreus 9,4).

Facebook Comments

Livros recomendados

Os Mártires de HojeA Selva – Sobre o SacerdócioReligião: Ópio do Povo?