Eles profetizavam o que havia de ocorrer ao Povo de Deus e, em razão dele, o que também ocorreria às demais nações, não apenas no tempo presente mas ainda o que se sucederia nos séculos futuros. Com efeito, prediziam as guerras que envolviam os judeus, as suas vitórias e derrotas, a destruição da cidade e do Templo de Jerusalém, o cativeiro na Babilônia e seu retorno etc. Além disso, anunciavam frequentemente o tão aguardado Messias, por Quem também todas as demais nações poderiam encontrar a Salvação (p.ex.: previram que o Messias viria em determinado tempo; que seria desprezado e morto pelo povo; que os judeus seriam dispersos pelo mundo; que uma nova e eterna aliança seria feita com outro povo; etc.).

Facebook Comments

Livros recomendados

Por Trás da MáscaraPolitização da Bíblia – As raízes do Método Histórico-Crítico e a secularização da Escritura (1300-1700)Energia Nuclear