• Autor: d. David Picão
  • Fonte: Informativo “UniSantos”

Conhecer a verdade sobre Deus e sobre o homem, sua criatura, é questão de vida e de morte. Conhecer a verdade plena, é claro.

Jesus, enviado do Pai, assim o afirmou:

  • “Se permanecerdes na minha palavra, sereis em verdade meus discípulos e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8,31-32).

Aliás, em outra ocasião Jesus proclamou:

  • “Eu sou o caminho, a Verdade e a vida” (João 14,6).

Sim, porque transmite as palavras que recebe do Pai e nos leva a conhecer esse Pai que o enviou e que nos quer salvos e participantes, desde já, de todos os bens com Ele.

Acatar a Verdade plena, não meias verdades. Não apenas aspectos da verdade. Por isso, religião verdadeira é aquela que vive a plenitude da verdade. Onde encontrá-la? Na Bíblia Sagrada, principalmente nos textos do Evangelho. Aí está a verdadeira religião. Esta, porém, não pode viver sem alguma estrutura. O próprio Jesus, sabendo disso, colocou Pedro, o primeiro Apóstolo que chamou, dizendo-lhe:

  • “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja…” (cf. Mateus 16,19)

Com todas as conseqüências. Por isso, se diz:

  • “Onde está Pedro (seus sucessores), aí está a Igreja”.

E mesmo:

  • “Onde está Pedro, aí está a Verdade”.

Se queremos viver a verdade e na verdade, é necessário procurar a Igreja e, nela, a autoridade de Pedro (hoje, do Papa).

Facebook Comments