Foram 10 as pragas, a saber: água do Nilo convertida em sangue; invasão de rãs; invasão de mosquitos; invasão de moscas; morte do gado; chagas corporais; chuva de granizo e fogo; invasão de gafanhotos; trevas durante o dia; e morte de todos os primogênitos dos egípcios (cf. Êxodo 7; 8; 9; 10; 12; Salmo 77,44ss; Sabedoria 16; 17). Esta última praga foi a que determinou de fato a libertação do israelitas pelo Faraó.

Facebook Comments

Livros recomendados

Espiritismo e féAs crônicas de NárniaEu