Muito embora Jesus não tivesse qualquer mancha de pecado original ou pessoal – dispensando assim a remissão dos pecados -, quis Se humilhar porque Ele mesmo era a plena pureza e humildade. Com efeito, quis ser batizado:
1. Para, por sua humilhação, conferir autoridade à pregação e ao batismo de João Batista.
2. Para, por seu contato, santificar a água do batismo, atribuindo a esta a graça e a fecundidade espiritual teria depois, na Igreja.
3. Para que, durante o seu batizado, o Pai pudesse pessoalmente oferecer às pessoas que ali estavam uma prova autêntica da sua Missão e Divindade (cf. Mateus 3; Lucas 3).

Facebook Comments

Livros recomendados

A boa vontadeA cólera dos imbecis – Cartas de um terráqueo ao Planeta Brasil – Volume XSabedoria e Inocência – Vida de G. K. Chesterton