Esta é uma pergunta que muitos não-católicos fazem para inferir que os católicos não leem a Bíblia na Missa ou que a temos em muita baixa estima. Mas a verdade é que os católicos leem a Bíblia na Missa e, não apenas isso, estamos cumprindo mais perfeitamente o modo bíblico de se ler a Bíblia em comunidade, como se fazia no Antigo e no Novo Testamento, onde existia um leitor que lia os Livros Sagrados para a comunidade.

Além disso, se formos à Missa todos os domingos, teremos lido – ou melhor ouvido o que se lê -, num período de três ano, a Bíblia inteira. Obviamente, isto não significa que não devamos ler pessoalmente a Bíblia em nossas casas. Cabe acrescentar aqui que devemos ouvir a Palavra de Deus com a atitude de quem pergunta para si mesmo: o que Deus está pedindo para mim concretamente nesta Missa? O que é que Deus quer me dizer nesta liturgia da Palavra?

Porém, a principal razão pela qual os católicos não carregam a Bíblia para a Missa é porque a própria Missa está mergulhada na Bíblia. Como diria Scott Hahn, teólogo protestante que se converteu ao Catolicismo em sua primeira Missa, para a qual carregou a sua Bíblia, “a Bíblia já não estava junto de mim; ela estava diante de mim” (Roma, doce lugar). Daí que todas as partes da Missa são bíblicas, como veremos a seguir:

INÍCIO

Iniciamos invocando a Santíssima Trindade, assinalando-nos no Nome do Pai e do Filho de do Espírito Santo. Esta parte foi tomada de Mateus 28,19: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”. Por este sinal, recordamos o nosso batismo e que pertencemos a Deus, ao mesmo tempo que convidamos as Três Pessoas Divinas para que façam de nós seu Templo durante a celebração e durante a nossa vida.

SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE

“O Senhor esteja convosco”, ou também “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco”. Isto é extraído de:

  • 2Coríntios 13,14: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós”.
  • 2Timóteo 4,22: “O Senhor Jesus Cristo seja com o teu espírito. A graça seja convosco”.

EU CONFESSO

Fazemos uma confissão pública a Deus das nossas faltas, de modo que possamos iniciar a celebração com humildade, reconhecendo-nos em necessidade da graça divina e da intercessão da comunidade em nosso favor perante Deus, iniciando com as palavras: “Confesso a Deus todopoderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes…”. Isto é extraído de:

  • Salmo 32,5: “Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: ‘Confessarei ao Senhor as minhas transgressões’; e tu perdoaste a maldade do meu pecado”.

SENHOR, TEM PIEDADE

A seguir, imploramos a Deus que tenha piedade e misericórdia de nós. Esta parte da Missa está em:

  • Salmo 6,3: “Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco”.
  • Salmo 27,7: “Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me”.
  • Baruc 3,2: “Ouve, Senhor, tem piedade, porque pecamos contra ti”.
  • Lucas 17,13: “E levantaram a voz, dizendo: ‘Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós'”.

GLÓRIA

Quando glorificamos a Deus, entoamos o hino que os Anjos cantaram a primeira noite feliz:

  • Lucas 2,14: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”.

LITURGIA DA PALAVRA

Na Liturgia da Palavra reproduz-se aquela cena de Nazaré, quando Cristo vai num sábado à sinagoga: “levantou-se para fazer a leitura” de um texto de Isaías; e ao terminar, “fechando o livro, se sentou. Os olhos de todos na sinagoga estavam fixos nele. E começou a dizer-lhes: ‘Hoje se cumpre esta Escritura que acabais de ouvir'” (Lucas 4,16-21).

Com a mesma realidade O escutamos na Missa: é Cristo que nos fala através das leituras, principalmente quando o sacerdote lê o Evangelho.

ALELUIA

Antes que se leia o Evangelho, diz-se ou canta-se o Aleluia, que é uma adaptação da expressão hebraica “hallelu Yah”, que significa “louvem a Yah” ou “louvai a Yah”. Isto se encontra em:

  • Salmo 135,1: “Aleluia. Louvai o nome do Senhor; louvai-o, servos do Senhor”.
  • Salmo 150,1: “Aleluia. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder”.
  • Apocalipse 19,1: “E, depois destas coisas ouvi no céu uma grande voz de uma grande multidão, que dizia: ‘Aleluia! A salvação, e a glória, e a honra, e o poder pertencem ao Senhor nosso Deus'”.
  • Apocalipse 19,3: “E outra vez disseram: ‘Aleluia!’ E a fumaça dela sobe para todo o sempre”.

HOMILIA

Para a elaboração da homilia é costume se selecionar várias fontes privilegiadas como os textos bíblicos recém-lidos, textos dos Padres da Igreja ou de Doutores e Santos da Igreja Católica. Isto se encontra em:

  • Atos 2,42: “E perseveravam na doutrina dos Apóstolos…”

PROFISSÃO DE FÉ (CREDO)

Creio em Deus Pai todopoderoso,

  • Gênesis 17,1: “Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão, e disse-lhe: ‘Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito'”.

Criador do céu e da terra,

  • Gênesis 1,1: “No princípio criou Deus o céu e a terra”.

e de todas as coisas visíveis e invisíveis.

  • Colosenses 1,16: “Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele”.

Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor,

  • João 3,16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”

Nascido do Pai antes de todos os séculos.

  • Hebreus 7,3: “Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida”.

Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro.

  • Colossenses 1,15: “Ele é imagem do Deus invisível”

Gerado, não criado,

  • Salmo 2,7: “Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: ‘Tu és meu Filho, eu hoje te gerei'”.

consubstancial ao Pai, por Ele todas as coisas foram feitas.

  • Hebreus 1,3: “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa…”

E por nós, homens, e para a nossa salvação, desceu do Céu e se encarnou pelo Espírito Santo no seio da Virgem Maria, e se fez homem;

  • Lucas 1,35: “E respondendo o anjo, disse-lhe: ‘Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus'”.
  • Mateus 1,22-23: “Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz: ‘Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamá-lo-ão pelo nome de ‘Emanuel’, que traduzido é: ‘Deus conosco'”.

padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos;

  • João 19,1-2: “Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura”.

foi crucificado, morto e sepultado;

  • João 19,17-19: “E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado ‘Caveira’, que em hebraico se chama ‘Gólgota’, onde o crucificaram; e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio. E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: ‘Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus'”.
  • Lucas 23,46: “E, clamando Jesus com grande voz, disse: ‘Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito’. E, havendo dito isto, expirou”.
  • Lucas 23,53: “E, havendo-o tirado, envolveu-o num lençol, e pô-lo num sepulcro escavado numa penha, onde ninguém ainda havia sido posto”.

desceu à mansão dos mortos;

  • 1Pedro 3,18-19: “Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão”.

ao terceiro dia, ressuscitou dentre os mortos, conforme as Escrituras;

  • 1Coríntios 15,3-4: “Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras”.

subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso,

  • Marcos 16,19: “Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus”.

de onde há de vir para julgar os vivos e os mortos.

  • Atos 10,42: “E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos”.

Creio no Espírito Santo,

  • Romanos 5,5: “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado”.

(É tão importante crer no Espírito Santo, que o próprio Jesus nos afirma que o único pecado que não será perdoado, nem neste nem no outro mundo, é o pecado contra o Espírito Santo).

na Santa Igreja Católica,

  • Efésios 5,25-27: “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a Igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com o banho da água, em virtude da palavra, para a apresentar a si mesmo Igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível”.
  • Mateus 16,18: “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.
  • Matreus 28,19: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

na comunhão dos Santos,

  • Apocalipse 7,9: “Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos”.

na remissão dos pecados,

  • João 20,23: “Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos”.

na ressurreição da carne,

  • Romanos 8,11: “E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita”.

e na vida eterna.

  • Apocalipse 22,5: “E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre”.

Amém.

  • Apocalipse 22,20: “Aquele que testifica estas coisas diz: ‘Certamente cedo venho’. Amém. Ora vem, Senhor Jesus”.

LITURGIA EUCARÍSTICA

O sacerdote se aproxima do altar, após receber as ofertas do pão e do vinho das mãos do fiéis, e diz:

  • “Bendito sejas Senhor, Deus do universo, por este pão, fruto da terra e do trabalho do homem, que recebemos da tua generosidade e agora te apresentamos. Ele será para nós pão da vida”. Isto se encontra nas seguintes passagens bíblicas: 1Crônicas 29,10; Salmo 72,18-19; 119,10; Lucas 1,68; João 6,23.

E diz também:

  • “Bendito sejas Senhor, Deus do universo, por este vinho, fruto da videira e do trabalho do homem, que recebemos da tua generosidade e agora te apresentamos. Ele será para nós bebida de salvação”. Em conformidade com Lucas 22,17-18; João 6,55.

A seguir, o sacerdote lava as mãos enquanto diz em voz baixa:

  • “Lavai-me de todas as minhas faltas, limpai todo meu pecado”.

Tais palavras remontam ao Salmo 51,3: “Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado”.

Ato contínuo, o sacerdote diz:

  • “Orai, irmãos, para que o nosso sacrifício seja aceito por Deus Pai todopoderoso”.

Isto está em:

  • Oseias 14,2: “Tomai convosco palavras, e convertei-vos ao Senhor; dizei-lhe: ‘Tira toda a iniquidade, e aceita o que é bom; e ofereceremos como novilhos os sacrifícios dos nossos lábios'”.
  • Levítico 22,19: “E quando oferecerdes sacrifício de ação de graças a Deus, o sacrificareis de maneira que seja aceitável”.

SANTO, SANTO, SANTO

Após o Prefácio, se dá o canto do “Sanctus”. Isto está em:

  • Isaías 6,3: “E clamavam alternadamente, dizendo: ‘Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória'”.
  • Apocalipse 4,8: “E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: ‘Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir'”.

CONSAGRAÇÃO

Na véspera da sua Paixão, tomou o pão em suas santas e veneráveis mãos e erguendo os olhos para o céu, a ti, Pai todopoderoso, te deu graças, o partiu e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomai e comei, todos vós: Isto é o meu corpo, que será entregue por vós”. Isto está em:

  • Mateus 26,26: “E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: ‘Tomai, comei, isto é o meu corpo'”.
  • 1Coríntios 11,23-24: “Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: ‘Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim'”.

Do mesmo modo, terminada a ceia, tomou o cálice mais uma vez, dando-te graças, te bendisse, e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomai e bebei, todos vós, porque este é o cálice do meu sangue; o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos, para a remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim”. Isto está em:

  • Mateus 26,27-28: “E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: ‘Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados'”.
  • 1Coríntios 11,25: “Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: ‘Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim'”.

A seguir, oramos ao nosso Pai, nas palavras que o Senhor nos ensinou, em conformidade com Mateus 6,9-13.

Depois, o reconhecemos com as palavras de São João Batista: “Eis o Cordeiro de Deus…”, em conformidade com João 1,29.36.

ÓSCULO DA PAZ

“Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos Apóstolos: ‘Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz'”. Isto esta em:

  • João 14,27: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá”.

COMUNHÃO

Diz o sacerdote: “Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo. Felizes os convidados para a ceia do Senhor” (cf. Apocalipse 19,9).

E antes de recebê-Lo na comunhão, respondemos com as palavras do centurião: “Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo”. Isto está em:

  • Mateus 8,8: “E o centurião, respondendo, disse: ‘Senhor, não sou digno de que entres em minha casa, mas dize somente uma palavra e o meu criado há de sarar'”.

RITO FINAL

O sacerdote diz: “O Senhor esteja convosco”.

O povo responde: “E com o teu espírito”.

O sacerdote abençoa o povo, dizendo: “A bênção de Deus todopoderoso – Pai e Filho e Espírito Santo – desça sobre vós”. Isto está em:

  • 2Coríntios 13,13: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós”.

O povo responde: “Amém”.

O sacerdote: “Ide na paz de Cristo”.

A congregação: “Demos graças a Deus”. Isto está em:

  • 2Coríntios 9,15: “Graças a Deus, pois, pelo seu dom inefável”.

CONCLUSÃO

Os católicos não carregam a Bíblia para a Missa porque o que dizemos e ouvimos na Missa procede da Bíblia e o que “fazemos” na Missa, o fazemos porque era feito na Bíblia: nos ajoelhamos (cf. Salmo 95,6; Atos 21,5) e cantamos hinos (cf. 1Macabeus 10,7.38; Atos 16,25); oferecemos o sinal da paz (cf. 1Samuel 25,6; 1Tessalonicenses 5,26); nos juntamos ao redor do altar (cf. Gênesis 12,7; Êxodo 24,4; 2Samuel 24,25; Apocalipse 16,7), com incenso (cf. Jeremias 41,5; Apocalipse 8,4), servido por sacerdotes (cf. Êxodo 28,3-4; Apocalipse 20,6); oferecemos uma ação de graças com pão e vinho (cf. Gênesis 14,18; Mateus 26,26-28).

Desde o primeiro sinal da cruz até o último amém (cf. Neemias 8,6; 2Coríntios 1,20), a Missa é um conjunto de sons e sentidos, composto por palavras, ações e acessórios extraídos da Bíblia

Facebook Comments

Livros recomendados

Os axiomas de Zurique – Os conselhos dos banqueiros suíços para orientar seus investimentosRetorno e SaídaPor Trás da Máscara