Espaço do Leitor

Por que os apócrifos não podem ser considerados inspirados por Deus? Jesus realmente existiu?

Olá, meu caro irmão em Cristo! Tudo bom com você? Eu me chamo Fernando […] e resido […] no interior do Estado de São Paulo. Sou católico e comecei a me interessar por Deus após eu ler o Sermão da Montanha (isto ocorreu no ano de 1998) e aprender que sem Ele eu não posso viver corretamente.

Excelente! Tenho a certeza de que, se persistir, você irá adorá-Lo (literalmente falando) cada vez mais!

Durante a minha busca por Cristo, deparei-me com comentários ateus a respeito dEle, por exemplo: “Jesus é um mito inventado”, “Os Evangelhos são cópias de lendas pagãs (deuses que morrem e ressuscitam)”… Ora, eu pensei comigo: se Jesus não tivesse ressuscitado, de nada adiantaria Pedro e Paulo morrerem por testemunhar o Senhor.
(1) A História atesta a morte de Jesus na cruz ou os historiadores dizem que Cristo é uma figura mitológica?

Se Jesus Cristo fosse uma figura meramente mitológica, por que os historiadores ainda “perderiam” tempo procurando provas ou escrevendo livros sobre Ele? Só em 1996, existiam mais de 80 mil livros sobre Jesus no mercado editorial e mais de 1000 cursos sobre “Religião e Ciência” no mundo. É como aquele velho paradoxo: o ateu gasta tanto tempo para provar a inexistência de Deus que jamais é possível dizer que ele é completamente ateu. O problema todo é que certos pesquisadores contestam tudo, principalmente os Evangelhos, que são a fonte principal para se conhecer a vida de Jesus. Entretanto, o ponto citado por você é o mais importante: por que milhares e milhares de pessoas estariam dispostas a morrerem martirizadas no séc. I se Jesus fosse uma simples invenção? Os mártires não se deram apenas em terras estrangeiras (onde poderia ser criada uma figura lendária chamada “Jesus”) mas também na Palestina (onde Jesus era conhecido por seus contemporâneos). É interessante ainda observar que os pesquisadores que declaram que as fontes primitivas não cristãs foram adulteradas não têm nenhuma prova concreta, mas apenas teorias… É noção básica de Direito que “aquele que acusa tem que provar” e não simplesmente sugerir.

Veja também  O Batismo do Senhor

(2) O que eu devo fazer para que Jesus seja o meu Senhor e Salvador (eu fui batizado quando bebê…)?

É facil de se falar, mas apenas poucos conseguem: ame-O e CUMPRA os Seus ensinamentos (Jo 14-15). Em outras palavras: não basta apenas ter fé, são necessárias boas obras para demonstrar o seu amor por Ele (Tg 2,14); mas não bastam as boas obras, é necessária a fé em Cristo (Ef 2,9).

Ou, ainda em outras palavras: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo (Mt 22,38-29)…

Quanto ao seu batismo quando bebê, tem plena validade, de forma que você não precisa ser rebatizado! Só haveria preocupação caso tivesse sido ministrado de forma inválida. Para saber o que torna válido um batismo, leia o artigo “O Batismo segundo São Tomás de Aquino”, na área de Artigos Diversos.

(3) Por que os livros apócrifos não foram considerados como inspirados por Deus?

Porque [em sua maioria] foram redigidos por hereges que se afastaram daquelas comunidades que mantinham a sucessão apostólica; tais hereges não pensaram duas vezes ao alterar as palavras e ensinamentos do Senhor (que as verdadeiras comunidades cristãs receberam por Tradição) para que expressassem conforme às suas heresias (ex.: Jesus era simples ser humano adotivo de Deus; o Deus do Antigo Testamento não era o mesmo Deus do Novo Testamento; etc.).

Desde já, agradeço por sua atenção. Aguardo respostas. (Fernando).

Que a bênção do Senhor Deus todo-poderoso venha sobre você e toda a sua família!


Livros recomendados

A Vitória da Páscoa100 Mensagens para a AlmaDa Cruz à Ressurreição





About the author

Veritatis Splendor