Porque, assim, se chama a Deus, que é a própria Verdade, como testemunha da mentira.

“Não jurar nem pelo Criador, nem pela criatura, senão com verdade, por necessidade e com reverência” (Santo Inácio de Loiola).

Facebook Comments

Livros recomendados

A Paz na FamíliaTibieza e os dons do Espírito SantoNamoro