No tempo de Ptolomeu Epífanes, rei do Egito, vivia Antíoco Magno, rei da Síria, que se uniu a Felipe, rei da Macedônia, para despojar o reino egípcio, padecendo então os judeus imensos constrangimentos. Antíoco Magno foi sucedido por Seleuco Filopator que, piedosamente movido pelo sumo-sacerdote Onias, arcou com todos os custos necessários para os Sacrifícios judaicos. Porém, Seleuco foi sucedido pelo impiedoso Antíoco Epífanes, que depôs Onias e passou a conferir a seu bel prazer o cargo de sumo-sacerdócio a uns e a outros; além disso quis obrigar os judeus a mudar de religião, mandando matar o justo Eleazar, fazendo supliciar os sete irmãos macabeus e sua mãe e, em certo sábado, fazendo matar todos os judeus que estavam reunidos para os Sacrifícios. Foi durante esta perseguição desencadeada por Antíoco Epífanes que ocorreu o levante da família dos Macabeus, em defesa da Religião e da nação judaica.

Facebook Comments

Livros recomendados

Édipo MiméticoO capital: Livro 3 – O processo global de produção capitalista (Vol. 5)Bernardo de Claraval – Testemunha do seu tempo perante Deus