Deus criou o ser humano como homem e mulher, com igual dignidade pessoal, e inscreveu nele a vocação ao amor e à comunhão. Compete a cada um aceitar a sua identidade sexual, reconhecendo a sua importância para a pessoa toda, bem como o valor da especificidade e da complementaridade.

Facebook Comments

Livros recomendados

O Diabo na HistóriaA psicologia da féA Selva – Sobre o Sacerdócio