Com certeza, a construção do Templo de Jerusalém, tido como a edificação mais suntuosa da época. As pedras deste prédio foram lavradas fora da cidade (para que não se ouvisse na cidade o barulho dos martelos); depois foram todas levadas para a cidade e colocadas nos seus respectivos lugares. Terminada a obra, Salomão celebrou a dedicação do Sagrado Edifício com grandes festividades (cf. 1Reis 3-8).

Facebook Comments

Livros recomendados

BriggflattsO trabalho intelectual e a vontade – continuação de “A educação da vontade”Senhor, Tende Piedade